Página arquivada:pode conter informações antigas
  • Enviar esta página
  • Imprimir esta página

Alemanha: CICV cede a gestão do Serviço Internacional de Busca

29-11-2012 Comunicado de imprensa 12/230

Genebra (CICV) – O CICV deixará de administrar o Serviço Internacional de Busca, em Bad Arolsen, depois de mais de meio século. O ITS (em inglês, International Tracing Service) foi fundado em 1943 para dar respostas a milhões de pessoas que perderam contato com os parentes durante a Segunda Guerra Mundial.

Em discurso no ITS no dia 29 de novembro, o presidente do CICV, Peter Maurer, explicou que "o CICV está transferindo a administração do ITS, mas não o está deixando". Reforçou que o CICV continuará mantendo um contato regular com o ITS por meio da Agência Central de Busca, em Genebra, as agências de busca das delegações do CICV e os serviços de busca das Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho no mundo todo. O CICV continuará proporcionando o seu apoio por meio dos seus conhecimentos técnicos, ajudando o ITS a atender as vítimas da perseguição nazista e as suas famílias.
“O  ITS se empenha para prestar um serviço à população”, acrescentou Maurer. “É verdade que tem arquivos, mas esses arquivos refletem seres humanos e o sofrimento inconcebível de tantos milhões de pessoas durante a Segunda Guerra Mundial e depois”.

De fato, os arquivos abrangem os civis detidos em campos de concentração ou de trabalhos forçados nazistas e pessoas que fugiram das suas casas por causa da guerra. Eles abrigam mais de 50 milhões de fichas relacionadas com mais de 17,5 milhões de civis perseguidos pelos nazistas.

Desde a sua criação, o ITS foi administrado por uma Comissão Internacional para o Serviço Internacional de Busca, conformada por 11 nações, segundo o Acordo de Bonn (1955) e os seus protocolos (2006). Os seguintes países são membros da Comissão: Alemanha, Bélgica, Estados Unidos, França, Grécia, Israel, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Polônia e Reino Unido. Desde 1955, o CICV administra o ITS em nome da ICITS, como um órgão de supervisão neutro e independente.

A missão do ITS se ampliou para mais do que o trabalho puramente humanitário para abranger a pesquisa, e em 1º de janeiro de 2013, os Arquivos Federais Alemães (Bundesarchiv) serão o novo parceiro instituciuonal na administração do Serviço. A Comissão Internacional nomeou um novo diretor, a proferssora de história Rebecca Boehling, que continuará e desenvolverá o trabalho das últimas cinco décadas.

Mais informações:
Anastasia Isyuk, CICV Genebra, tel: +41 22 730 3023 ou +41 79 251 9302
Marie-Claire Feghali, CICV Genebra, tel: + 41 22 730 2578 ou + 41 79 244 64 63
Kathrin Flor, ITS, tel: +49 5691 629-116


Foto

Em 1947, a Organização Internacional de Refugiados assumiu a administração da agência e, em 1948, passou a usar o nome que a tornou conhecida desde então – Serviço Internacional de Busca (ITS). Em abril de 1951, a responsabilidade passou às mãos do Alto Comissariado Aliado para Alemanha e quando a Alemanha oficialmente deixou de ser um país ocupado, em 1954, a gestão desse serviço passou a ser uma incumbência do CICV. 

Em 1947, a Organização Internacional de Refugiados assumiu a administração da agência e, em 1948, passou a usar o nome que a tornou conhecida desde então – Serviço Internacional de Busca (ITS). Em abril de 1951, a responsabilidade passou às mãos do Alto Comissariado Aliado para Alemanha e quando a Alemanha oficialmente deixou de ser um país ocupado, em 1954, a gestão desse serviço passou a ser uma incumbência do CICV.
© ITS