Página arquivada:pode conter informações antigas
  • Enviar esta página
  • Imprimir esta página

Mali: assistência emergencial para deslocados no centro do país

24-01-2013 Comunicado de imprensa 13/09

Genebra/Niamey (CICV) – Cerca de sete mil malineses (entre pessoas deslocadas pelos confrontos na área de Diabali e as famílias que as acolhem) recebem hoje uma distribuição emergencial de alimentos e outros gêneros básicos nas cidades de Niono, Kala Seguida e Mariko, na região central do país. A assistência é distribuída pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e pela Cruz Vermelha do Mali.

"Essas pessoas enfrentam um enorme sofrimento", disse Abrao Cunga, um delegado do CICV em Mopti. "A maioria delas chega sem dinheiro, roupa ou comida, e não têm onde dormir. Uma das suas maiores preocupações é conseguir alimento. Algumas fugiram em motos, outras em mulas, carroças ou mesmo a pé. Uma família de seis pessoas chegou em uma única moto."

As pessoas deslocadas contam com a boa vontade dos moradores, que ajudam dividindo os seus parcos recursos e, quando podem, os acolhem. As distribuições de assistência proporcionam a cada família arroz, milho, feijão, sal e óleo de cozinha, além de cobertores, mosquiteiros, utensílios de cozinha e outros gêneros básicos. Também se entregam alimentos às famílias que acolhem as pessoas deslocadas.

O conflito causa novos deslocamentos. De acordo com avaliações realizadas pelo CICV e pela Cruz Vermelha do Mali, pessoas fugiram dos confrontos na cidade de Konna e arredores. São quase mil pessoas deslocadas em Mopti e Sévaré, e cerca de cinco mil mais a leste, nas cidades de Badiangara e Bankass. Os preparativos para proporcionar-lhes assistência já estão sendo realizados.

"É muito difícil ter uma ideia precisa do número de deslocados. Algumas famílias deixaram as suas casas em busca de segurança, depois retornam e voltam a abandonar as suas casas", disse o chefe da delegação regional do CICV para o Mali e o Níger, Jean-Nicolas Marti. "Estamos fazendo o possível para chegar a todas as áreas, sobretudo aquelas que estão mais perto dos confrontos."

Houve relatos preocupantes de deslocamento em massa nas áreas de Gao, Kidal e Timbuktu, no norte do país. Diz-se que as pessoas deixaram os centros urbanos devido ao medo de que o confronto se aproxime. O CICV e a Cruz Vermelha do Mali avaliarão a situação nos próximos dias.

Desde o início do conflito em Mali, há um ano, o CICV e a Cruz Vermelha do Mali já distribuíram alimentos e outros gêneros não alimentícios essenciais para mais de 780 mil pessoas nas áreas de Mopti, Kidal, Gao e Timbuktu. A distribuição de assistência mais recente ocorreu em dezembro. Veja a galeria de fotos.

Mais informações:
Germain Mwehu, CICV Niamey, tel: +227 97 45 43 82 ou +223 76 99 63 75
Wolde-Gabriel Saugeron, CICV Genebra, tel: +41 22 730 31 49 ou +41 79 244 64 05