Página arquivada:pode conter informações antigas
  • Enviar esta página
  • Imprimir esta página

República Centro-Africana: CICV faz apelo para que civis sejam poupados

24-03-2013 Comunicado de imprensa 13 / 50

Genebra / Bangui (CICV) – Com a intensificação dos confrontos, nas últimas 24 horas, na capital Bangui, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) faz um apelo para as pessoas que participam das hostilidades pouparem a população civil, todos os combatentes que não participem mais dos combates, os feridos e todos os centros de saúde.

"Vimos cenas de saques", afirmou o chefe da delegação do CICV na República Centro-Africana, Georgios Georgantas. "Fazemos um chamado a todas as partes em conflito para que poupem os civis, os combatentes que não participem mais dos combates, os centros de saúde e as equipes da Cruz Vermelha."
 

Muitas pessoas feridas pelos confrontos foram levadas, desde o dia anterior, aos diversos hospitais da cidade, disse Georgantas. Os centros de saúde enfrentavam dificuldades em lidar com o fluxo de pacientes, ao mesmo tempo em que os cortes de luz afetavam sua capacidade de prestar assistência com consequências fatais para as pessoas que necessitavam tratamento. O CICV pede que seja concedida autorização para que os socorristas e as equipes médicas tenham acesso aos feridos e realizem seu trabalho sem temer pelas suas próprias vidas.
 

"Lembramos todas as partes em conflito da sua obrigação de poupar os civis e distinguir entre os bens civis e militares".
 

Os socorristas da Cruz Vermelha da República Centro-Africana levaram uma grande quantidade de feridos ao hospital. Entretanto, as precárias condições de saúde impedem que as equipes do CICV realizem seu trabalho na cidade. A organização espera que possa iniciar em breve a avaliação das necessidades em cooperação com esta Sociedade Nacional de Cruz Vermelha.
 

Mais informações:
Georgios Georgantas, CICV Bangui, tel. +236 7 552 7506
Jean-Yves Clémenzo, CICV Genebra, tel. +41 79 217 32 17