Página arquivada:pode conter informações antigas
  • Enviar esta página
  • Imprimir esta página

Côte d'Ivoire:: 12 mil agricultores recebem sementes para retomarem seus cultivos

08-04-2013 Comunicado de imprensa 13/61

Genebra/Abidjan (CICV) – Cerca de 12 mil agricultores de 12 povoados da subprefeitura de Tai, no sudoeste de Côte d'Ivoire (Costa do Marfim), estão recevendo, de 8 a 12 de abril, sementes e ferramentas agrícolas do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e da Cruz Vermelha de Côte d'Ivoire.

"A violência que eclodiu na regiões ocidental do país, em 2012, obrigou muitas pessoas a buscarem refúgio na vizinha Libéria ou na cidade de Tai," explica o chefe da subdelegação do CICV em Guiglo, David Goetschmann. "Quando os deslocados, cuja maioria cultivava café ou cacau, retornaram às suas terras, viram que seus silos haviam sido saqueados e as plantações destruídas."
 

Os agricultores, assim como as famílias que em alguns casos devem abrigá-los, encontram dificuldades para se sustentarem em condições de segurança ainda instáveis. A distribuição de sementes acontece justo antes da estação de chuvas.
 

Os moradores da região entre Tai e Para, onde estão os povoados de Nigré, Campement Sao, Ziriglo, Ernestkro, Sioblo-Oula, Sakré, Tiolé-Oula, Port-Gentil, Diero-Oula, Paulé-Oula, e Gouléa 1 e 2, já prepararam a terra. Eles vão receber enxadas, arroz e sementes de milho.
 

"Prestaremos apoio e assessoria aos agricultores para garantir que eles tenham separado sementes para o próximo ano," contou Goestschmann. "É importante que eles possam viver com dignidade e recuperar a capacidade de se manterem sem dependerem da ajuda de uma organização humanitária".
 

Outras 6 mil pessoas receberão ajuda similar na subprefeitura de Bin-Houyé, na mesma região.
 

O CICV distribui sementes nesta época todos os anos desde 2006. As distribuições anteriores foram feitas em Bloléquin, Toulepleu, Danané e Bangolo, um pouco mais ao norte.
 

A delegação regional do CICV em Abidjan, que cobre Benin, Burkina Faso, Ghana e Togo, além da Costa do Marfim, continua lidando com as consequências humanitárias da crise pós-eleitoral neste país.
 

Mais informações:
Pascal Jequier , CICV Abidjan, tel.: +225 09 399 404
Wolde-Gabriel Saugeron, CICV Genebra, tel.: +41 22 730 31 49 ou +41 79 244 64 05