Página arquivada:pode conter informações antigas
  • Enviar esta página
  • Imprimir esta página

Uzbequistão: CICV decide encerrar visitas aos detidos

12-04-2013 Comunicado de imprensa 13/64

Tashkent/Genebra (CICV) – O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) decidiu encerrar todas as visitas aos detidos no Uzbequistão, depois de as mesmas terem sido suspensas por vários meses.

"No Uzbequistão, não era possível manter o nosso procedimento padrão de trabalho durante as visitas aos detidos para avaliar as condições em que eram mantidos e o tratamento que recebiam”, disse o diretor-geral do CICV, Yves Daccord. “Como consequência, não podíamos tratar as questões humanitárias e isso fazia com que as visitas fossem inúteis”, ac rescentou. O diretor-geral ressaltou que a decisão de encerrar as visitas aos centros de detenção é um procedimento raro e nunca é encarado como uma questão simples.

No mundo inteiro, o Comitê realiza as visitas aos detidos com o objetivo de melhorar a situação dos mesmos e aliviar o seu sofrimento.

“Visitar todos os detidos do interesse da organização e conversar com eles de forma privada – sem testemunhas – são pré-condições essenciais para uma proteção eficaz dos detidos”, disse Daccord. “As visitas devem ter um impacto significativo sobre as condições de detenção e o diálogo com as autoridades detentoras deve ser construtivo. O que não é o caso no Uzbequistão”.

O CICV visitou os detidos no país entre 2001 e 2004, seguido de um período de teste que durou seis meses em 2008 e, finalmente, de 2009 a outubro de 2012.

A organização continuará promovendo o Direito Internacional Humanitário entre as autoridades e dentro das forças armadas e dos círculos acadêmicos no Uzbequistão, e também continuará ajudando o Crescente Vermelho do país a se preparar para emergências.


Mais informações:
David-Pierre Marquet, CICV Genebra, tel: +41 22 730 25 02 or +41 79 536 92 48
Pierre-Emmanuel Ducruet, CICV Tashkent (inglês, russo, espanhol e francês), tel: +998 93 399 03 20