• Enviar esta página
  • Imprimir esta página

Síria: CICV ajuda a levar água potável para 10 milhões de pessoas

17-12-2012 Relatório de operações

À medida que a situação na Síria continua piorando, as necessidades de milhares de pessoas em termos de abastecimento de água, alimentos e assistência médica aumentam. O CICV e o Crescente Vermelho Árabe Sírio estão fazendo o máximo para chegar às pessoas necessitadas.

(Para legendas em português, clique em CC)

 

Como resultado da constante escalada de violência, a infraestrutura da Síria foi consideravelmente avariada. Os serviços públicos essenciais, como o abastecimento de água, estão gravemente afetados.

"Milhões de pessoas correm o risco de não terem água potável suficiente", disse Sameer Putros, responsável pelas atividades de água e habitat do CICV na Síria. "As limitações de segurança e a escassez de produtos necessários para tratar a água dificultam que as agências locais de recursos hídricos ofereçam água potável para os moradores e para as pessoas deslocadas".

Desde novembro, o CICV apoia o Ministério de Recursos Hídricos e agências locais no fornecimento de produtos para o tratamento de água. "O nosso projeto garante que cerca de 10 milhões de pessoas em Tartous, Lattakia, Al Quneitra, Deir Ezzor, Al Hassakeh, Al Raqqa, Homs, Damasco e zona rural de Damasco, Hama, Daraa e Al Sweida tenham acesso à água", disse Putros.

Os esforços do CICV para ajudar a garantir que as pessoas tenham água potável foram dificultados em determinadas áreas, como Aleppo e Deir Ezzor, devido aos confrontos armados em curso. "A água que não é desinfetada pode conter várias bactérias e vírus que podem causar todos os tipos de distúrbios gastrointestinais, como diarreia aguda, que pode ser fatal, principalmente para crianças e idosos", explicou Andrea Reis, que coordena as atividades de saúde do CICV na Síria. "É de suma importância, portanto, que os engenheiros hídricos e outros profissionais humanitários realizem as suas atividades em segurança".

Junto do Crescente Vermelho Árabe Sírio, o CICV também distribui água em caminhões-pipa para áreas da zona rural de Damasco, Homs e Deir Ezzor. Em casos excepcionais de extrema emergência, o Comitê também começou a distribuir água potável em garrafas para as pessoas que acabam de se deslocar.

Além de fornecer água, o CICV disponibiliza para o Crescente Vermelho Árabe Sírio os materiais e o conhecimento técnico necessários para melhorar as instalações hídricas e sanitárias em escolas e outros prédios públicos que abrigam pessoas deslocadas. "Temos de ampliar a infraestrutura, instalar chuveiros, criar banheiros separados para homens e mulheres, e montar unidades de aquecimento de água para o inverno para ajudar as pessoas aí alojadas a lidar com as baixas temperaturas", disse Putros.

Entre os dias 25 de outubro e 5 de dezembro, em parceria com o Crescente Vermelho Árabe Sírio, o CICV:

  • forneceu 250 toneladas de sulfato de alumínio e quantidades significativas de outros produtos para o tratamento de água para as agências locais de recursos hídricos para garantir que haja água potável para cerca de 10 milhões de pessoas durante três meses;
  • continuou levando água potável em caminhões-pipa para áreas na zona rural de Damasco, Homs e Deir Ezzor para mais de cem mil deslocados internos;
  • melhorou a infraestrutura hídrica, sanitária e de abrigo em centros que recebem pessoas deslocadas, incluindo escolas e outros prédios públicos, nas províncias de Homs, Aleppo, Al Raqqa, Al Sweida e Idlib. O trabalho foi concluído em 270 centros que abrigam mais de 80 mil pessoas, mas ainda está em andamento em outros 145 centros;
  • forneceu quatro geradores de energia à província de Homs, para ajudar as agências de recursos hídricos a melhorar o fluxo de água.

Além das atividades de água e habitat que realizou nas últimas seis semanas, o CICV também distribuiu alimentos para quase 200 mil pessoas deslocadas pelo conflito. As distribuições cobriram a zona rural de Damasco, Homs, Deir Ezzor e Al Raqqa no leste do país, e Aleppo e Idlib no norte. Ademais, o Comitê distribuiu colchões, cobertores e artigos de higiene para cerca de 35 mil pessoas.

O CICV também entregou fluidos intravenosos, anestésicos e outros remédios necessários para cirurgias, material cirúrgico, médico e para curativos na cidade antiga de Homs. Entregou também uma mesa de cirurgia, equipamento cirúrgico e anestésicos para o hospital Ibn al Nafees, em Damasco. A organização realizou uma avaliação do hospital particular de Al Nahda em Homs como parte da avaliação dos estabelecimentos de saúde em curso em diversas partes do país.

Mais informações:

Rabab Al-Rifaï, CICV Damasco, tel: +963 993 700 847 ou +963 11 331 0476 

Rima Kamal, CICV Damasco, tel: + 963 930 33 67 18 ou + 963 11 331 0476 

Alexis Heeb, CICV Genebra, tel: +41 22 730 37 72 ou +41 79 218 76 10 

Marie-Claire Feghali, CICV Genebra, tel : + 41 22 730 25 78 ou + 41 79 244 64 63