• Enviar esta página
  • Imprimir esta página

República Centro-Africana: situação continua preocupante

11-01-2013 Relatório de operações

Prosseguem as negociações em Libreville, enquanto a situação em Bangui e em outras localidades afetadas pelos recentes acontecimentos continua precária. As equipes do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) estão presentes junto à população afetada pelo conflito a fim de responder às suas necessidades humanitárias mais urgentes e de lembrar as partes em conflito das suas obrigações perante o Direito Internacional Humanitário.

“Em Sibut e Damara, duas localidades na linha de frente para onde nossas equipes se dirigiram nos últimos dias, a população fugiu com medo da violência armada”, declara o chefe da delegação do CICV no país, Georgios Georgantas. “A maioria das famílias deslocadas vive em cabanas precárias no meio da mata. E estão expostas aos mosquitos que transmitem o paludismo. Estamos particularmente preocupados com a situação das crianças pequenas, que continuam dormindo em refúgios improvisados na mata.”

Nas zonas onde o CICV está presente, nossas equipes mantêm o diálogo com as diferentes partes em conflito com a finalidade de incentivá-las a respeitar o Direito Internacional Humanitário. De acordo com este ramo do direito, é proibido atacar os civis, que devem ser respeitados e protegidos assim como seus bens.

“Desde alguns dias, visitamos as pessoas que foram detidas em Bangui após os recentes acontecimentos”, explica Elise Woirhaye, coordenadora das atividades de proteção do CICV na República Centro-Africana. As visitas do Comitê aos centros de detenção têm como objetivo incitar o respeito às normas internacionais relativas ao tratamento dos detidos e às condições de detenção. Todas as pessoas detidas devem receber um tratamento humano.

Além disso, o CICV realiza, desde 4 de janeiro de 2013, as seguintes atividades:

  • continuou entregando diariamente cerca de 18 mil litros d’água para mil deslocados em Ndélé com o apoio dos voluntários da Sociedade da Cruz Vermelha Centro-Africana;
  • distribuiu oito kits com material de primeiros socorros para as equipes da Sociedade da Cruz Vermelha Centro-Africana em Sibut, Dékoa e Bouca, assim como para as equipes presentes nos povoados localizados entre Kaga Bandoro e Mbrès; 
  • distribuiu cerca de 200 sabões e mais de 100 cobertores para as famílias deslocadas em Kaga Bandoro;
  • auxiliou mais de 120 pessoas a receberem notícias dos seus entes queridos, em especial em Kaga Bandoro e Ndélé.

Mais informação:
Vincent Pouget, CICV, Bangui, tel.: +236 75 64 30 07 ou +237 98 81 30 54
Marie-Servane Desjonquères, CICV, Genebra, tel.: +41 22 730 31 60 ou +41 79 536 92 58