• Enviar esta página
  • Imprimir esta página

Sudão: CICV mantém esforços em Darfur e está a postos para ajudar outras regiões

17-01-2013 Relatório de operações

Combates esporádicos entre as forças governamentais e os grupos armados de oposição, em algumas regiões de Darfur, continuam causando sofrimento para os civis. Mesmo nas regiões relativamente pacíficas, as pessoas precisam de ajuda para recuperar a autossuficiência. O CICV distribuiu ajuda para aproximadamente 500 mil habitantes da área durante nove meses.

“Os bons índices pluviométricos em conjunção com a distribuição de sementes e ferramentas pelo CICV auxiliaram os agricultores em Darfur a ampliar a área de cultivo,” afirmou o chefe da delegação do CICV no Sudão, Jean-Christophe Sandoz. As avaliações iniciais após a distribuição indicam uma colheita farta que beneficiará mais de meio milhão de pessoas. Além disso, cerca de 100 mil pessoas receberam ajuda mediante o programa de vacinação veterinária, que conta com o apoio do CICV, para 800 mil animais pertencentes às comunidades nômades. “As comunidades afetadas por conflitos são muito vulneráveis”, declarou Sandoz. “Temos o compromisso de prestar-lhes apoio em cooperação com nosso principal parceiro no país, o Crescente Vermelho do Sudão.”
Os constantes confrontos entre as forças governamentais e os grupos armados nos Estados de Cordofão do Sul e Nilo Azul provocaram, nos últimos meses, inúmeras vítimas e uma nova onda de deslocamento. Milhares de pessoas fugiram das suas casas para lugares mais seguros, muitas atravessando a fronteira com o Sudão do Sul. “Oferecemos ampliar nossa presença nessas regiões atingidas pelo conflito para realizar uma avaliação imparcial das necessidades e fornecer assistência às populações mais afetadas”, disse Sandoz. “Entretanto, não obtivemos a autorização para entrar até o momento.” Enquanto isso, o CICV ajuda os refugiados sudaneses no Sudão do Sul com uma maior disponibilidade de água em diversos acampamentos, entre outras atividades. (Veja o relatório de operações – Sudão do Sul: CICV presta ajuda a milhares de refugiados em Maban)

A seguir, um panorama das atividades do Comitê na região, no período de março a novembro de 2012.

Intermediário neutro

Na sua qualidade de intermediário neutro, o CICV participou da liberação e entrega de vários detidos e da transferência de soldados capturados pelos grupos armados de oposição ao governo sudanês.

Em fevereiro, o CICV facilitou a liberação de cinco cidadãos turcos em Darfur e 29 chineses em Cordofão do Sul, mantidos por grupos armados. Em abril, ajudou na repatriação de 13 prisioneiros de guerra sudaneses liberados pelas autoridades do Sudão do Sul. Em julho, facilitou a entrega de 63 militares das forças armadas sudaneses soltos por um grupo armado de oposição em Darfur.

Em agosto, em conformidade com seu mandato outorgado pelas Convenções de Genebra, o CICV visitou 19 prisioneiros de guerra do Sudão do Sul mantidos pelas autoridades sudaneses em Kadugli, Cordofão do Sul. A organização visita prisioneiros e outros detidos para assegurar que sejam tratados com dignidade e humanidade de acordo com o Direito Internacional Humanitário. Em setembro, os prisioneiros de guerra foram liberados e transportados a bordo de uma aeronave do CICV do Sudão ao Sudão ao Sul, onde foram entregues aos cuidados das autoridades. Em novembro, o CICV facilitou a liberação de três soldados sudaneses por um grupo armado em Darfur.

Assistência emergencial de subsistência para a população

O CICV, muitas vezes trabalhando em parceria com o Crescente Vermelho do Sudão, se esforça para apoiar as pessoas recém deslocadas com a distribuição de rações alimentares que possibilitem a superação do choque inicial de terem que deixar suas casas. Para aqueles que permanecem deslocados por períodos mais longos, a instituição auxilia a recuperar a capacidade de manterem-se por si mesmos.

Para melhorar os prospectos em longo prazo das comunidades afetadas por conflitos, o CICV distribuiu sementes e ferramentas que beneficiarão mais de 500 mil indivíduos na região de Jebel Marra e outras de Darfur. Além disso, entregou arados puxados por mulas para cerca de 40 mil pessoas. Ajuda alimentar foi fornecida para mais de 450 mil pessoas em Darfur para ajudar a proteger as sementes entregues e, consequentemente, garantir a colheita do ano. “Em condições árduas, os agricultores deparam-se com frequência com a difícil escolha entre plantar as sementes ou usá-las para alimentar suas famílias”, explicou o funcionário no terreno, Shamseldeen Abdelrasoul. O CICV também presta apoio para os centros de pesquisa agrícolas em Al Fashir e Nyala mediante dois projetos de multiplicação de sementes.

Os rebanhos são a principal fonte de renda das comunidades nômades que migram de acordo com as estações em busca de água e pasto. Para garantir a saúde dos animais, o CICV prestou apoio, em cooperação com os Ministérios dos Recursos Animais, Pesca e Agricultura, para a vacinação de quase 820 mil cabeças, pertencentes a 16,4 mil famílias em áreas remotas de todo Darfur, e capacitou 200 pessoas em prestação de serviços de saúde veterinária básica. Ainda, reformou a clínica veterinária de Al Malam em Darfur do Sul.

As longas distâncias e a falta de transporte podem impedir as pessoas de levarem seus produtos agrícolas aos mercados a tempo. Para solucionar o problema, o CICV distribuiu carroças que beneficiarão 7,2 mil pessoas em Darfur. As carroças, que são empregadas para transportar água e pessoas às clinicas de saúde, são uma fonte de renda para seus donos.

Após os estragos causados pelas enchentes em Cordofão do Sul, o CICV apoiou os esforços do Crescente Vermelho do Sudão para fornecer artigos domésticos essenciais como lonas, cobertores, enlatados, roupas, sabão e utensílios de cozinha a 4,2 mil pessoas. Produtos similares foram doados ao Crescente Vermelho para serem distribuídos a mais de 1,8 mil famílias atingidas pelas enchentes em Darfur.

Grande campanha de vacinação

O CICV continua amparando sete centros de saúde primária em Darfur e, por meio do Crescente Vermelho do Sudão, uma clínica móvel e quatro clínicas de saúde primária no Estado de Nilo Azul. O CICV apoia os centros de saúde em Darfur, que atendem aproximadamente 140 mil pessoas, com o fornecimento de remédios e material médico, complementando os salários dos funcionários e garantindo que os centros sejam mantidos de acordo com os padrões do Ministério da Saúde. De março a novembro do ano passado, cerca de 50 mil pacientes foram atendidos pelos funcionários dos centros em consultas para check-up e outros 30 mil para vacinas de rotina. Além disso, mais de oito mil mulheres visitaram os centros para consultas de pré-natal. Com o apoio do CICV, mais de 45 mil crianças foram imunizadas contra pólio e cerca de 450 mil pessoas contra meningite.

O CICV apoiou uma campanha de seis meses, iniciada em junho pelo Ministério de Saúde, nas regiões com taxas muito baixas de imunização de Darfur do Norte. Mais de 50 mil bebês com menos de um ano de idade foram vacinados contra diversas doenças até o mês de novembro. O objetivo da campanha é elevar as taxas de vacinação para 80 por cento.

No final de outubro, foram relatados casos de febre amarela em Darfur. O CICV foi uma das primeiras organizações a responderem com o fornecimento de material médico e duas tendas de isolamento aos hospitais das áreas afetadas. O Comitê também vem apoiando a campanha de vacinação de 206 mil pessoas em Niertiti e  Sharq Al Jabal.

A organização estabeleceu uma rede de parteiras para oferecer atendimento especializado para a população carente de serviços de saúde, de modo a promover partos seguros. Formaram-se vinte e sete alunos com o apoio do CICV nas escolas para parteiras do Ministério da Saúde. Também foram realizadas mais de 180 palestras sobre educação para a saúde para quase sete mil pessoas em todo Darfur para conscientizar sobre essas questões.

O CICV presta apoio a sete centros de reabilitação física administrados pela Autoridade Nacional para Próteses e Órteses e um centro do Lar Cheshire de Cartum para a reabilitação de crianças com deficiência. De março a novembro do ano passado, quase dois mil pacientes receberam próteses e órteses e 900 ganharam andadores. Com o apoio do CICV, a Autoridade Nacional e o Lar Cheshire ofereceram fisioterapia para mais de 1,5 mil pacientes.

Envio de mais de 9,5 mil mensagens

A localização de pessoas separadas dos seus parentes e seu reencontro é um serviço humanitário vital oferecido pelo CICV e Crescente Vermelho do Sudão. O trabalho consiste da localização das pessoas, reunificação das famílias e a busca de esclarecimento do paradeiro das pessoas que permanecem desaparecidas. Entre março e novembro, ambas organizações coletaram e entregaram um total de mais de 9,5 mil mensagens Cruz Vermelha (mensagens breves que contêm notícias familiares). Além disso, reunificaram sete crianças, que viviam em Cartum, com suas famílias no Sudão do Sul e uma criança com sua família no Chade.

O CICV continuou promovendo o conhecimento e o respeito do Direito Internacional Humanitário e informando sobre suas funções e atividades. Diversas apresentações foram realizadas aos militares das forças armadas sudanesas, integrantes da reserva da polícia central, guardas da fronteira, policiais, anciãos da comunidade, acadêmicos, membros das organizações da sociedade civil e jornalistas.

O CICV mantém um diálogo constante com as forças de segurança sudanesas e com os grupos armados com o objetivo de facilitar as atividades humanitárias.

Em novembro, em cooperação com o CICV, o Crescente Vermelho do Sudão organizou uma mesa redonda sobre “Assistência à Saúde em Perigo” (uma iniciativa do CICV que ressalta os perigos enfrentados pelos serviços de saúde em conflitos armados e outras emergências) junto de representantes do corpo médico militar e do Ministério da Saúde.

Mais informações:
Umar Phiri, CICV Cartum, tel.: +249 912 178 943
Adil Sharif (para o idioma árabe), CICV Cartum, tel.: +249 91 213 77 64
Jean-Yves Clémenzo, CICV Genebra, tel.: +41 22 730 22 71 ou +41 79 217 32 17


Foto

Cidadãos turcos chegam a Cartum após sua liberação facilitada pelo CICV em Darfur. 

Cidadãos turcos chegam a Cartum após sua liberação facilitada pelo CICV em Darfur.
© CICV

Liberação de detidos do Sudão do Sul pelas autoridades sudanesas em Kadugli, Cordofão do Sul. 

Liberação de detidos do Sudão do Sul pelas autoridades sudanesas em Kadugli, Cordofão do Sul.
© CICV

Abyei. Treinamento em primeiros socorros para voluntários do Crescente Vermelho do Sudão com o apoio do CICV. 

Abyei. Treinamento em primeiros socorros para voluntários do Crescente Vermelho do Sudão com o apoio do CICV.
© CICV

Darfur do Sul. Em janeiro de 2012, o CICV distribuiu mulas e carroças para mulheres deslocadas. 

Darfur do Sul. Em janeiro de 2012, o CICV distribuiu mulas e carroças para mulheres deslocadas.
© CICV / Yousif

Cartum. Um memorando de entendimento foi assinado em 2011, relativo à cooperação entre o CICV e as Forças Armadas do Sudão para a integração do Direito Internacional Humanitário (DIH) no treinamento e instruções militares. 

Cartum. Um memorando de entendimento foi assinado em 2011, relativo à cooperação entre o CICV e as Forças Armadas do Sudão para a integração do Direito Internacional Humanitário (DIH) no treinamento e instruções militares.
© CICV / A. Sharif

Alunos de fisioterapia de distintas universidades participam do programa de estágio na Autoridade Nacional de Próteses e Órteses, com a orientação do CICV. 

Alunos de fisioterapia de distintas universidades participam do programa de estágio na Autoridade Nacional de Próteses e Órteses, com a orientação do CICV.
© CICV / Banoune