• Enviar esta página
  • Imprimir esta página

Cooperação com as Sociedades Nacionais

29-10-2010 Panorama

O CICV trabalha em conjunto com as Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho e com sua Federação Internacional com o objetivo de garantir uma resposta humanitária conjunta, racional e rápida às vítimas de conflitos armados ou de qualquer outra situação de violência interna. O Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho constitui a maior rede humanitária do mundo e funciona como uma organização neutra e independente com o objetivo de assistir todas as vítimas.

A cooperação é um dos quatro pilares da ação do CICV; os outros são a proteção, a assistência e a prevenção. Existem quatro aspectos relacionados:

Cooperação operacional

Em um país afetado por um conflito armado, o CICV e a Sociedade Nacional do país – o principal parceiro do CICV – unem seus recursos operacionais. Além de lidar com emergências, a finalidade da parceria é permitir que a Sociedade Nacional possa melhor atender as necessidades das pessoas mais vulneráveis.

A cooperação operacional cobre várias atividades, como a prestação dos primeiros socorros e do atendimento médico, a distribuição de alimentos, o transporte de vítimas da guerra ao hospital e o restabelecimento dos laços familiares.

Este tipo de cooperação também inclui as Sociedades Nacionais que queiram operar fora do seu país em contextos em que o CICV atua. Neste caso, as Sociedades podem contribuir com as operações do CICV:

  • Gerenciando projetos que o CICV lhes transfere integralmente;
  • Fazendo uma contribuição financeira às operações do CICV;
  • Fazendo doações em espécie; ou
  • Cedendo pessoal.

Coordenação dos componentes do Movimento

De acordo com a distribuição das funções dentro do Movimento que foi acordada por todos seus componentes, o CICV é a agência líder em situações de conflito ou violência interna. Isso significa que, além de organizar suas próprias operações, o CICV coordena as atividades dos outros componentes operando no país, aproveitando ao máximo, desse modo, a complementaridade dos mandatos e capacidades.

A organização também está encarregada dos contatos com as partes em conflito com a finalidade de garantir o acesso a todas as vítimas e de propiciar regras claras de segurança e comunicação para todos os componentes do Movimento que estejam envolvidos.

Capacitação da Sociedade Nacional

Graças à sua capacidade operacional, o CICV repasse sua expertise às Sociedades Nacionais nos seguintes campos de acordo com seu mandato estatutário:

  • Promoção do Direito Internacional Humanitário e dos Princípios Fundamentais do Movimento;
  • Ajuda emergencial e assistência à saúde aos afetados pelo conflito;
  • Restabelecimento de laços familiares;
  • Conscientização sobre os perigos das minas;
  • Medidas para fortalecer a base jurídica e os estatutos das Sociedades Nacionais.

O CICV planeja os programas de capacitação das Sociedades Nacionais em colaboração com a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho que é responsável pela coordenação desse tipo de apoio.

Dado que cada Sociedade Nacional possui seu próprio planejamento estratégico, o CICV respeita seus métodos de trabalho e costumes locais ao atuar junto a eles. As capacidades podem ser fortalecidas tanto em tempo de paz com durante conflitos armados.

Cooperação para elaborar as políticas do Movimento

Como um dos órgãos fundadores do Movimento, o CICV desempenha um papel ativo na elaboração e na implementação das políticas do Movimento que são adotadas em reuniões estatutárias como o Conselho de Delegados e a Conferência Internacional do Movimento da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.


Foto

Líbano. Voluntários da Cruz Vermelha do Libanesa distribuem kits de higiene e outros artigos para pessoas deslocadas internas. 

Líbano. Voluntários da Cruz Vermelha do Libanesa distribuem kits de higiene e outros artigos para pessoas deslocadas internas.
© ICRC / Marko Kokic / v-p-lb-e-00164h