• Enviar esta página


Banner - go to The ICRC has a new website!

Go to:  Respeito à assistência à saúde

O CICV no Sudão do Sul

Campo de refugiado no estado de Upper Nile, Sudão do Sul.

No Sudão do Sul, o CICV trabalha para evitar as violações ao Direito Internacional Humanitário e apoia os hospitais e serviços de reabilitação física. A organização ajuda as comunidades em áreas afetadas pelo conflito a sobreviverem e serem autônomas ao apoiar os seus meios de subsistência e melhorar os sistemas de abastecimento de água potável. Também reúne famílias separadas pelo conflito e visita centros de detenção para ajudar a República do Sudão do Sul a cumprir com os padrões internacionais. Leia panorama completo.

Fatos e números

Desde a irrupção da crise no Sudão do Sul, em 15 de dezembro de 2013, até o final de abril de 2014, junto com sua principal parceira, a Cruz Vermelha do Sudão do Sul, o CICV :

 

  • forneceu alimentos para 213 mil pessoas nos estados de Lakes, Unity, Upper Nile, Warrap, Jonglei, Northern e Western Bahr el Ghazal, Western Equatoria e Juba;
  • realizou mais de 1,5 mil cirurgias em oito estabelecimentos de saúde e forneceu material médico para 24 postos de primeiros socorros e outros centro de saúde.
  • abasteceu de água potável quase 96 mil pessoas em comunidades de deslocados e afetadas doutro modo pelo conflito, bem como centros de saúde e detenção em várias regiões do país.
  • forneceu tendas, utensílios domésticos e lonas para abrigos de emergência para 183 mil pessoas deslocadas em todo o país;
  • visitou mais de 1,8 mil pessoas em vários centros de detenção;
  • facilitou mais de 5 mil ligações telefônicas nos diversos campos de deslocados para possibilitar o contato entre  famílias;
  • cadastrou 43 crianças desacompanhadas dentro do Sudão do Sul.
  • ministrou aulas ou treinamento sobre o Direito Internacional Humanitário (DIH) para 630 membros das forças armadas, grupos armados e outros portadores de armas.