• Enviar esta página


Banner - go to The ICRC has a new website!

Go to:  Respeito à assistência à saúde

O CICV em Israel e nos territórios ocupados

Meninos palestinos próximos a uma casa destruída na Faixa de Gaza. O CICV começou a trabalhar em Israel e territórios ocupados em 1948, após o primeiro conflito entre árabes e israelenses. Sua presença se tornou permanente como consequência da guerra de 1967. Diversas vezes, o CICV lembra Israel de suas obrigações segundo o DIH para com a população que vive sob sua ocupação, por meio de um diálogo bilateral e confidencial. A organização se concentra na proteção de civis e no bem-estar dos detidos mantidos em centros de detenção israelenses e palestinos, e na ajuda às pessoas mais necessitadas. O CICV apoia o Crescente Vermelho Palestino e o Magen David Adom (a Sociedade Nacional Israelense). Leia panorama completo.

Fatos e números

Em 2012, o CICV:

  • visitou mais de 24,7 mil pessoas detidas por Israel e pelas autoridades palestinas e monitorou o estado clínico de cerca de 2 mil detidos que estiveram em greve de fome entre março e maio;
  • providenciou que 110,7 mil pessoas da Cisjordânia, do Leste de Jerusalém e de Golã visitassem 5,6 mil parentes em centros de detenção israelenses;
  • melhorou as condições de saneamento para mais de 390 mil pessoas e assistiu mais de 20,7 mil pessoas carentes por meio de projetos de trabalho remunerado em Gaza;
  • entregou material para a construção de abrigos para quase 50 mil pessoas afetadas pelos bombardeios aéreos e pela destruição de casas em Gaza e na Cisjordânia;
  • registrou as observações feitas referentes à condução de hostilidades entre Gaza e Israel e compartilhará os resultados com as autoridades pertinentes;
  • forneceu 263 toneladas de suprimentos médicos e 300 mil litros de combustível para os principais hospitais em Gaza;
  • apoiou os serviços de emergência do Crescente Vermelho Palestino e do Magen David Adom em Israel;

>>Mais