Página arquivada:pode conter informações antigas

Boletim n°. 21 – Terremoto no Sul da Ásia

04-11-2005 Relatório de operações

Último relatório das atividades do CICV no terreno.

  Presidente do CICV anuncia assistência para mais 10 mil famílias nas montanhas  

Durante sua visita ao Paquistão, o presidente do CICV, Jakob Kellenberger, anunciou que a organização fornecerá assistência para mais 10 mil famílias atingidas pelo terremoto nas regiões montanhosas remotas, acessíveis apenas por via aérea. Isto eleva para 200 mil o número de pessoas que o CICV planeja assistir, ao invés de 150 mil, cifra anunciada anteriormente. Até agora, o CICV já prestou assistência para mais de 46 mil pessoas na Caxemira administrada pelo Paquistão.

A decisão de aumentar a ajuda reflete a grande necessidade de abrigo e cobertores por parte das pessoas que vivem nas montanhas, à medida que o inverno se aproxima rapidamente. Outro fator a determinar esta decisão foi a capacidade de o CICV distribuir a ajuda. Com sete helicópteros agora em operação, o CICV é capaz de transportar mais produtos que o previsto anteriormente – até o momento mais de 718 toneladas.

Agora o plano é assistir metade dos beneficiários por via aérea, no vale Neelum e nos vilarejos remotos, e a outra metade por via terrestre nas áreas acessíveis do vale Jhelum e em Muzaffarabad. Ascondições atmosféricas nas próximas semanas vão determinar a evolução dos planos.

  Atingir o maior número possível de pessoas  

Tendo em vista que a maioria das famílias ainda dispõe de algumas reservas de comida, o CICV está priorizando material de abrigo para o maior número possível de pessoas, levando em consideração que as condições do tempo estão piorando.

Nas áreas montanhos as mais altas, lonas impermeabilizadas são mais úteis para a população que as tendas, porque podem ser usadas em conjunto com materiais retirados de casas destruídas, tais como lâminas de estanho, madeira e painéis, para construir cabanas secas. Além disso, as lonas impermeabilizadas são mais compactas que as tendas, permitindo que os helicópteros transportem 16 vezes mais lonas que tendas numa viagem.

Para o CICV, a equação é, portanto, a seguinte: oferecer primeiro as lonas e os cobertores, e distribuir rações de comida de dois meses, ao invés de três, durante os meses que precedem o inverno.

  Fornecendo água limpa para as unidades de saúde  

As duas unidades de saúde primária do CICV em Pathika (vale Neelum) e em Chinari (vale Jhelum) precisam de água limpa para funcionar e garantir as melhores condições possíveis para o tratamento dos pacientes.

Em Chinari, o fornecimento de água do povoado vinha de uma fonte que ficou bloqueada com os deslizamentos de terra. A única fonte de água é o rio localizado a uma distância de 60 metrosmontanha abaixo. O conserto da antiga estrutura de fornecimento de água será difícil, uma vez que o terreno está inseguro e não permite a construção de um novo sistema de distribuição. Um engenheiro do CICV, especializado em água e meio ambiente, está instalando um sistema temporário de fornecimento de água para a unidade de saúde primária, administrado pela Cruz Vermelha Japonesa, e pela população que mora nas vizinhanças. A água será bombeada diretamente do rio e desinfetada numa pequena unidade de tratamento.

Equipes do CICV também restabeleceram o fornecimento de água em Pathika construindo três pontos de distribuição para a população residente e um para a unidade de saúde primária administrada pela Cruz Vermelha Finlandesa. Um reservatório concluirá em breve a instalação.

As autoridades afirmam ter agora r estabelecido um sistema seguro de distribuição de água nas cidades que foram mais atingidas pelo terremoto. Isto inclui o uso de tanques de água em algumas áreas.

  Presidente do CICV encontra-se com o presidente da Sociedade do Crescente Vermelho Paquistanês  

Durante uma reunião com o presidente da Sociedade do Crescente Vermelho Paquistanês (SCVP), Jahan Dad Khanm, no dia 3 de novembro, Kellenberger destacou o quão importante é para o CICV trabalhar em estreita parceria com a SCVP, que está bem estabelecida no país. Muitas das operações de socorro do CICV são conduzidas em conjunto com a equipe da SCVP. O CICV também apóia as atividades desta organização.

     

  Mais informações:  

  Islamabad/Paquistão  

Leyla Berlemont

Celular: +92 300 850 81 38

Telefone satélite: +88 216 89 80 41 45

e-mail: islamabad.isl@icrc.org, aos cuidados de L. Berlemont

(telefone central do CICV em Islamabad: +92 51 282 47 80 ou 282 47 52)

Idiomas: Inglês/Francês/Árabe 

  Muzaffarabad/Caxemira administrada pelo Paquistão  

Raza Ha mdani, telefone satélite: +92 300 850 56 93

Jean-François Berger, telefone satélite: +41 79 358 32 15 (até sábado)

Ou Helena Laatio (CICV/Cruz Vermelha Finlandesa), telefone satélite: +88 2165 420 7201

  Nova Délhi/Índia  

Caspar Landolt

Celular: +91 98 11 80 66 33

e-mail: new_delhi.del@icrc.org

(telefone central do CICV em Nova Délhi: +91 11 24 35 23 38/97 ou 24 35 43 94/95/96)

Idiomas: Inglês/Francês/Alemão/Português

  Genebra/Suíça  

Annick Bouvier (final de semana)

Celular: +41 79 217 32 24

Secretaria de imprensa do CICV em Genebra

Tel: +41 22 730 34 43

e-mail: press.gva@icrc.org

  Paquistão: GMT + 5 horas; Índia: GMT + 5,5 horas