Página arquivada:pode conter informações antigas

Kampala: CICV apoia iniciativa da União Africana para abordar os desafios do deslocamento interno

21-10-2009 Comunicado de imprensa 09/210

Genebra (CICV) – O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) diz que abordar o problema dos deslocamentos internos em todos suas dimensões exige um grande esforço tanto no nível estatal, como internacional.

A organização elogia o comprometimento da União Africana em abordar essa questão no continente africano ao apresentar o primeiro tratado internacional para a proteção e a assistência a deslocados internos.
 
" O deslocamento interno é um dos mais assustadores desafios humanitários de nossos dias e ninguém pode negar que a África é o continente mais afetado em termos de número de deslocados internos " , disse o presidente do CICV, Jakob Kellenberger, que participará da Cúpula Especial Chefes de Estado e Governos da União Africana sobre Pessoas Refugiadas, que Retornam e Deslocadas Internamente em Kampala, Uganda, nos dias 22 e 23 de outubro. A cúpula tem como objetivo tratar o desafio do deslocamento obrigatório na África.
 
O presidente destacará a importância de se trabalhar para evitar o deslocamento, reforçando que a melhor maneira de se alcançar isso durante um conflito armado é respeitar e proteger os civis em todas as circunstâncias. Ele enfatizará que o deslocamento interno com frequência é consequência das violações ao Direito Internacional Humanitário e do não-cumprimento de outras leis cuja intenção é proteger as pessoas em situação de violência, como o Direito dos Direitos Humanos.
 
" É fundamental promover a autossuficiência entre as comunidades vulneráveis para ajudar a evitar o deslocamento e, quando necessário, melhorar a capacidade da comunidade de acolher os deslocados internos ao fortalecer sua habilidade de atender suas necessidades básicas " , disse Kellenberger. " O CICV, por exemplo, fornece sementes e ferramentas, restabelece os sistemas de abastecimento de água e oferece serviços veterinários para ajudar nesse sentido " .
 
O CICV trabalha em parceria com as Sociedades Nacionais da Cruz Vermelh a e do Crescente Vermelho de diversos países africanos. Em 2008, o CICV assistiu 2.4 milhões de pessoas, a maioria delas era deslocada ou membro de comunidades acolhedoras, no Sudão, Somália, Uganda, Quênia e República Democrática do Congo. No mundo todo, cerca de 3.77 milhões de deslocados se beneficiam com as atividades humanitárias do CICV em 36 países.

 
 
Mais informações:
Layla Berlemont Shtewi, CICV Kampala, tel: +256 41 423 0517 ou +256 77 222 1994
Michelle Rockwell, CICV Genebra, tel: +41 22 730 2412 ou +41 079 251 9311