Comitê Internacional da Cruz Vermelha

CICV faz apelo de fundos para operação crucial em Myanmar e Bangladesh

Artigo 15 setembro 2017

O CICV está preocupado com a violência e o efeito que ela tem sobre todas as pessoas em áreas ao norte do estado de Rakhine (Myanmar), assim como em Bangladesh. Fazemos um apelo às pessoas envolvidas na violência que respeitem as normas de guerra e não ataquem as pessoas que não participam da violência.

A recente situação de violência fez com que inúmeras pessoas deixassem as suas casas e planejamos aumentar as nossas operações para atender as pessoas necessitadas. Planejamos assistir com água, alimentos, assistência à saúde e outras necessidades básicas. Também ajudaremos a restabelecer o contato entre familiares ou entes queridos em decorrência do deslocamento. Essa assistência se baseará em uma avaliação das necessidades das pessoas deslocadas.

APELO ATUAL

O Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho – a Cruz Vermelha de Myanmar, Crescente Vermelho de Bangladesh, FICV e CICV – está aumentando as suas operações em Myanmar e Bangladesh, incluindo as áreas fronteiriças.

Em Myanmar, o CICV faz um apelo de 16,6 milhões de francos suíços para financiar as operações do Movimento a chegar a pelo menos 150 mil pessoas.

Em Bangladesh,
- o CICV faz um apelo de 6,9 milhão de francos suíços para chegar a pelo menos 75 mil pessoas.
- a Federação Internacional precisa de 12,7 milhões de francos suíços para chegar a pelo menos cem mil pessoas.

O CICV trabalha em estreita parceria com a Cruz Vermelha de Myanmar, o Crescente Vermelho de Bangladesh e a Federação Internacional. Juntos, operamos com a equipe do Crescente Vermelho, assim como com os voluntários das comunidades onde trabalhamos. O fato de conhecerem as condições locais é inestimável para garantir que trabalhamos de maneira neutra e imparcial.

Desde o início da crise, no final de agosto, os parceiros do CICV e do Movimento ajudaram mais de 13 mil pessoas encurraladas na fronteira entre Myanmar e Bangladesh, e em breve ajudaremos outras mais. Em Myanmar, nas primeiras duas semanas da crise, ajudamos dez mil pessoas.

 

O CICV está presente em Cox's Bazar, Bangladesh, desde 2014 e em todo o estado de Rakhine, Myanmar, desde 2012. Em abril e maio deste ano, a organização apoiou mais de 19 mil muçulmanos que fugiam de Rakhine e se instalavam com comunidades acolhedoras no subdistrito de Teknaf, em Cox's Bazar. Em Rakhine, o CICV trabalha em todo o estado realizando diversas atividades, incluindo saúde, meios de subsistência, proteção, água e saneamento.

Principais números

Myanmar:

Junto com os parceiros do Movimento, o CICV assistiu esta semana mais de 100 mil pessoas com primeiros socorros, material médico, água potável, alimentos e outros artigos de emergência no norte do estado de Rakhine

Desde 24 de agosto:

  • distribuímos 4,1 mil garrafas de água para as comunidades afetadas
  • construímos 40 latrinas de emergência e fornecemos dez kits de latrinas de emergência
  • contribuímos com kits de higiene para 267 famílias afetadas
  • contribuímos com 40 kits de abrigos e lonas impermeáveis para as famílias afetadas

Bangladesh:

O CICV e os parceiros do Movimento puderam ajudar mais de 13 mil pessoas.

Desde 24 de agosto:

  • distribuímos 13.375 cestas alimentares
  • apoiamos as equipes móveis de saúde atendendo 1.447 consultas médicas
  • apoiamos a construção de 500 latrinas, 10 poços profundos. 15 poços rasos e 5 bombas de águas

 "Estamos profundamente preocupados com os atuais surtos de violência e o efeito devastador deles sobre todas as pessoas em áreas no norte de Rakhine, assim como em Bangladesh. A vida de todas as pessoas afetadas por essa situação trágica se tornou simplesmente insuportável", disse o chefe da delegação do CICV em Myanmar, Fabrizzio Carboni. "Continuamos aumentando a ajuda para apoiar todas as pessoas que fogem da violência, mas precisamos com urgência de mais recursos."

"Estamos respondendo às necessidades mais urgentes dos recém-chegados de Myanmar dentro das nossas capacidades e recursos. As pessoas estão fugindo das suas casas com poucos pertences e esperamos poder aliviar o sofrimento delas mediante assistência à saúde, água e alimentos", afirmou o chefe da delegação do CICV em Bangladesh, Ikhtiyar Aslanov. No entanto, atender as necessidades de todas as pessoas não será possível sem a ajuda adicional dos nossos doadores."

Mais informações e entrevistas
Sanela Bajrambasic, CICV Genebra, sbarjrambasic@icrc.org, cel.: +41 79 217 32 17

 

 

Você pode ajudar