Crescente Vermelho Árabe Sírio e CICV finalizam evacuação de cerca de 35 mil pessoas dos bairros destruídos de Aleppo

22 dezembro 2016
Crescente Vermelho Árabe Sírio e CICV finalizam evacuação de cerca de 35 mil pessoas dos bairros destruídos de Aleppo
A girl is evacuated on a bus from Eastern Aleppo, Syria. REUTERS / Abdalrhman Ismail

Damasco/Genebra: A operação para evacuar os civis e combatentes do leste de Aleppo foi finalizada esta noite, depois de uma semana marcada por interrupções e retomadas da operação, bem como pela piora do clima. Aproximadamente 35 mil pessoas foram evacuadas às áreas rurais próximas pelo Crescente Vermelho Árabe Sírio e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV). Cem feridos e doentes críticos estavam entre os evacuados.

"A nossa prioridade, além de ajudar os mais vulneráveis, era assegurar que os civis estavam saindo por vontade própria", afirmou a chefe de delegação do CICV, Marianne Gasser, em Aleppo. "São comunidades cujos bairros foram destruídos pela violência, onde famílias enfrentavam dificuldades durante meses para encontrar segurança, comida, assistência à saúde ou abrigo apropriado. Elas estavam desesperadas para sair, mesmo com a situação extremamente dolorosa e caótica."

Com temperaturas abaixo de zero, as pessoas queimavam o que podiam encontrar, inclusive cobertores e roupas, para manterem a si e a seus filhos aquecidos enquanto esperavam o momento de partir. Mais de 100 voluntários do Crescente Vermelho Árabe Sírio e funcionários do CICV permaneceram ao lado delas todo o tempo para garantir a segurança e tentar orientá-las e reconfortá-las.

A evacuação, que começou na quinta-feira passada, foi interrompida várias vezes devido às negociações em curso entre as distintas partes no terreno. Esteve ligada intrinsecamente com uma operação paralela nas cidades sitiadas de Foua e Kefraya em Idlib, na qual mais de 1,2 mil pessoas, na maioria mulheres, crianças e idosos, foram evacuadas à outra direção da cidade de Aleppo pelas duas organizações.

"Os civis, como essas milhares de famílias de Aleppo e Foua e Kefraya, que decidam partir devem poder regressar às suas casas quando queiram", declarou Gasser. "Muitos vão querer voltar um dia."

O Crescente Vermelho Árabe Sírio e o CICV não participaram das negociações, mas lhes foi solicitado pelos diferentes lados que atuassem como intermediários humanitários neutros e implementassem o acordo.

PARA ENTREVISTAS COM OS NOSSOS PORTA-VOZES A PARTIR DE SEXTA-FEIRA 24/12/16, contatar:

+41 22 730 34 43

Antes desta data, mandar um e-mail a:

Ingy Sedky, CICV em Damasco isedky@icrc.org

Krista Armstrong, CICV em Genebra karmstrong@icrc.org