Fotojornalismo: convocatória para a participação da 8.ª edição do prêmio Visa d’Or Humanitário do CICV

08 maio 2018

Criado em 2011 e com um prêmio de oito mil euros, o Visa d'Or Humanitário do CICV reconhece a cada ano um fotojornalista que tenha feito a cobertura de um assunto humanitário relacionado com um conflito armado. Este ano, o tema deste concurso fotográfico será a guerra nas cidades e as consequências para as populações obrigadas a se esconder ou fugir.

 

 

Os profissionais que queiram participar da edição de 2018 deverão enviar os seus trabalhos até 11 de junho inclusive.

O fotojornalista premiado receberá o prêmio em setembro durante o prestigioso Festival Internacional de Fotojornalismo, Visa pour l'Image, realizado na cidade francesa de Perpignan.

"Através do Visa d'Or Humanitario, o nosso desejo é, naturalmente, valorizar o trabalho diário que os fotojornalistas desempenham no terreno, mas também alertar a maior quantidade possível de pessoas sobre a falta de respeito pelo Direito Internacional Humanitário (DIH), em particular quando as partes beligerantes levam as zonas de combate às cidades e atacam milhões de civis".

O prêmio está aberto à participação de todos os fotojornalistas profissionais independentes ou que trabalhem para um meio de comunicação. O trabalho proposto deve ser realizado durante os dois anos anteriores à data do concurso.

Dois artistas latino-americanos foram ganhadores desta distinção nos últimos dois anos.

Em 2017, o júri escolheu por unanimidade a jovem fotojornalista peruana Ángela Ponce Romero pelo seu trabalho "Ayacucho". A fotorreportagem trata de pessoas desaparecidas e dos seus familiares no contexto da violência armada entre as forças governamentais e o grupo Sendero Luminoso durante as décadas de 80 e 90.

Em 2016, o vencedor foi o colombiano Juan Arredondo, pelo seu trabalho intitulado: "Nascidos no conflito: as crianças-soldados na Colômbia".