Comitê Internacional da Cruz Vermelha

Iêmen: CICV lamenta profundamente morte de civis em Taiz

Comunicado de imprensa 17 setembro 2017

Genebra (CICV) - O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) lamenta profundamente a morte de vítimas civis após o aparente bombardeio de áreas residenciais em Shab Al Doubba e Souk Al Samil, em Taiz, na sexta-feira, 15 de setembro.

O ataque matou três crianças e deixou outras nove gravemente feridas. Segundo informações, duas das crianças que morreram nesse bombardeio estavam jogando futebol.

"Não podemos fingir que não existe um número cada vez maior de civis feridos ou mortos como resultado de ataques indiscriminados no conflito do Iêmen. Com muita frequência, nos últimos meses, os civis - mulheres, homens e crianças - estiveram em perigo, tornando-se vítimas de bombardeios e bombas", afirmou o diretor regional do CICV para Oriente Médio, Robert Mardini.

"Instamos as partes beligerantes que tomem todas as medidas de precaução para poupar os civis", acrescentou Mardini.
Segundo o Direito Internacional Humanitário (DIH) - e por uma questão de humanidade básica - deve-se fazer todo o possível para proteger as vidas e os bens dos civis.

"O que aconteceu na sexta-feira é ainda um duro alerta para o imenso sofrimento que os civis em todo o Iêmen vêm sofrendo todos os dias", completou Mardini.

Mais informações:

Marie Claire FEGHALI, CICV Genebra, tel: +41 79 536 92 31

Soumaya BELTIFA, CICV Iêmen, tel: + 967 73 607 1967

Adnan HIZAM, CICV Iêmen, tel: + 967 733 721 659