Vaga: Analista regional de informações para América

05 janeiro 2022

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) é uma organização imparcial, neutra e independente, cuja missão exclusivamente humanitária é proteger as vidas e a dignidade das vítimas de conflitos armados e outras situações de violência no mundo, bem como prestar-lhes assistência.

A Delegação Regional do CICV para Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai, com sede em Brasília, procura uma pessoa qualificada para trabalhar no cargo de: Analista regional de informações para América

Você é um/a profissional de alto nível da área de informação que deseja aprimorar sua carreira? Caso sim, estamos procurando você! Entre para nossa equipe e faça a diferença!

O que fazemos

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) trabalha em todo o mundo para fornecer assistência humanitária a pessoas afetadas por conflitos e violência armada. Agimos em resposta a emergências e, ao mesmo tempo, fomentamos o respeito ao Direito Internacional Humanitário e aos princípios humanitários universais. Somos uma organização independente e neutra, cuja missão deriva essencialmente das Convenções de Genebra de 1949. Trabalhamos de perto com as Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho e com sua Federação Internacional para garantir uma resposta humanitária rápida, conjunta e inteligente para as necessidades das vítimas de conflitos armados ou de outras situações internas de violência. 

Objetivo do cargo

A equipe de Tendências, Reputação, Análise e Conhecimento (TRAK, na sigla em inglês) está vinculada a situações de riscos globais, de segurança e de emergência, pois fornece análises oportunas e de qualidade sobre informações de livre acesso para embasar e facilitar a tomada de decisões para responder a crises e para prever e mitigar riscos. A equipe está crescendo e precisa de analistas de informações nas delegações regionais para fazer parte da rede global da TRAK.

O/A analista regional de informações em Brasília colabora com a equipe regional de gestão e com o Pan American Centre of Expertise (PACE) para fornecer análises sólidas de informações, relatórios e insights sobre assuntos, acontecimentos e tendências relatados em fontes de livre acesso e que poderiam afetar as operações, a aceitação e a segurança do CICV na região. Deve usar sua experiência regional e seu conhecimento dos contextos e linguagens para avaliar a qualidade das informações coletadas e para dar sentido às informações e aos dados coletados fazendo a ponte com o conhecimento interno.

Ao procurar fatos, avaliar e validar a credibilidade de informações e fontes, o/a analista de informações fornece uma leitura complementar e objetiva de conflitos e ambientes violentos e, portanto, contribui para fortalecer a identidade do CICV como um ator humanitário neutro e independente (NIHA, na sigla em inglês) na região.

Principais deveres e responsabilidades

Usando informações e dados de uma ampla gama de fontes de livre acesso, o/a analista de informações:

  • Colabora de perto com a equipe regional, com o Pan American Centre of Expertise (PACE) e com a equipe de Comunicações e apoia a implementação do quadro estratégico regional, redigindo análises de informação contextualizadas e direcionadas sobre temas e tendências operacionais e estratégicos;
  • Prevê as necessidades de informação e propõe serviços sustentáveis de análise da informação. Faz contribuições valiosas à informação, avaliando a veracidade ou qualidade de suas fontes, ligando os pontos, selecionando e resumindo os principais conteúdos, adicionando uma leitura política e conhecimentos contextuais, e fazendo recomendações;
  • Realiza uma investigação aprofundada e sob medida e contribui para a análise (quantitativa e qualitativa) de questões temáticas específicas. Identifica as vozes e redes on-line de influência, tanto as já existentes quanto as que estão surgindo, e as oportunidades de interagir com elas;
  • Monitora e alerta em um estágio inicial sobre questões e riscos que poderiam afetar as operações, a segurança e/ou a reputação do CICV na região e compartilha uma leitura antecipada;
  • Em épocas de crise e emergências, apoia ativamente os/as colegas envolvidos/as em mecanismos de resposta a crises na sede e nas delegações envolvidas por meio de monitoramento e análise, com foco na segurança, na proteção e na reputação, bem como na dinâmica regional e geopolítica. Isso inclui também dar apoio ad hoc à análise ambiental (ES, na sigla em inglês) por períodos curtos às delegações a pedido especial;
  • Colabora de perto com outros/as especialistas no assunto (proteção, assuntos globais, assistência, comunicação, etc.) e com o grupo de trabalho de análise de dados para estabelecer uma abordagem regional transversal e complementar de dados e informações, a fim de usar e unir melhor fontes e informações internas e externas;
  • Tem a resposta para os pedidos de análise de informações que exigem uma análise regional e contextualizada (atribuída através do sistema de gerenciamento de pedidos de informação da TRAK);
  • Participa e contribui para grupos de trabalho transversais e multidisciplinares na região, combinando experiência regional com análise qualitativa de informações de livre acesso. Atua como referência em fontes verificadas de informação e qualidade de dados para projetos de dados de livre acesso;
  • Participa de iniciativas coordenadas de pesquisa com os/as analistas da TRAK em Genebra, Belgrado, Nairóbi, Amã, Bangcoc e Dakar e com uma rede mundial de colaboradores/as regionais/locais;
  • Garante o compartilhamento ideal de informações entre oficiais de análise ambiental (ES) da região e outros membros da rede; Coordena, organiza e preenche os campos do Ginkgo que são relevantes para a região;
  • Apoia a coordenação com os prestadores de serviços de análise de informação externos locais (think tanks, ONGs, veículos de comunicação, universidades, etc.) e identifica fontes e eventos relevantes (webinars temáticos, painéis de discussão, relatórios, etc.);
  • Implementa processos de TRAK e metodologias padrão sobre análise de informação (de crise) e coordena os esforços de divulgação e monitoramento coletivo entre oficiais de ES e analistas de informação na região;
  • Segue as normas de privacidade de dados da organização e outras diretrizes e procedimentos em vigor.

Formação e experiência profissional exigidas

  • Diploma universitário em comunicação, jornalismo, ciência política, estudos de conflitos, relações internacionais ou outras áreas afins;
  • Experiência profissional sólida;
  • Experiência em monitoramento e análise de informações de livre acesso para apoiar a tomada de decisões, inclusive, e preferencialmente, no campo humanitário;
  • Domínio de ferramentas digitais: MS Word, Excel e PowerPoint são essenciais, o conhecimento de ferramentas de visualização de dados é um diferencial;
  • Excelentes habilidades de comunicação em inglês e espanhol, inclusive para apresentar os resultados de pesquisas e análises por escrito;
  • Conhecimento profissional de português é um grande diferencial;
  • Disponibilidade para viagens nacionais e internacionais;
  • Ter um visto de trabalho no Brasil ou ser cidadão do Mercosul e dos países associados.

Perfil e habilidades desejados

  • Excelentes habilidades de pesquisa na internet; experiência comprovada com ferramentas de monitoramento (mídia), motores de busca e plataformas de escuta social;
  • Capacidade de analisar e articular questões complexas e formular recomendações com base nas informações disponíveis;
  • Conhecimento sólido do cenário da mídia regional e das redes sociais;
  • Grande compreensão de geopolítica, questões socioeconômicas e estudos de conflitos na região;
  • Autonomia, proatividade e trabalho em equipe;
  • Atenção aos detalhes, rigor analítico e imparcialidade;
  • Excelentes habilidades interpessoais e colaborativas, inclusive a capacidade de trabalhar em um ambiente multicultural e como parte de uma rede remota;
  • Interesse genuíno na ação humanitária neutra.

Nossa oferta

  • O CICV valoriza a diversidade e se compromete a criar um ambiente inclusivo. Apreciamos candidaturas de todas as pessoas;
  • Oportunidade dinâmica e empolgante com fins humanitários em um ambiente internacional;
  • Salários competitivos;
  • Plano de saúde para o/a titular e dependentes (Bradesco Top Nacional), com contribuição do valor total do plano de 10% pelo/a titular e 20% pelos/as dependentes), sem coparticipação;
  • Plano odontológico SulAmerica, com três opções de plano e valores;
  • Auxílio para a compra de óculos (após 3 meses de contrato);
  • Assistência financeira para a aprendizagem de um idioma estrangeiro (após 3 meses de contrato);
  • Assistência de desenvolvimento/treinamento iDevelop (após 2 anos de contrato);
  • Contrato local em período integral em Brasília, Brasil.

Informações adicionais:

  • Data de início: 03/2022.
  • Contrato por prazo indeterminado

Os/as candidatos/as devem enviar uma carta de apresentação e currículo, e indicar sua pretensão salarial e suas referências para o e-mail bra_recruitment_services@icrc.org, com o assunto "(cargo) – Nome e Sobrenome (do/a candidato/a)".
Data limite para candidatura: 31/01/2022.