Sudão do Sul: sobreviver ao surto de cólera em Juba após o aumento da violência

  • Juba, Sudão do Sul.
    Juba, Sudão do Sul.
    Georgi espera na fila em um dos pontos de distribuição de água do CICV.
    CC BY-NC-ND / CICV/ Alyona Synenko
  • Estação de tratamento de água do CICV, Lologo, Juba, Sudão do Sul.
    Estação de tratamento de água do CICV, Lologo, Juba, Sudão do Sul.
    Um voluntário da Cruz Vermelha do Sudão do Sul, capacitado pelo CICV, prepara os produtos químicos para tratar a água e torná-la apta para consumo.
    CC BY-NC-ND / CICV / Alyona Synenko
  • Juba, Sudão do Sul.
    Juba, Sudão do Sul.
    Coleta de água potável em um dos pontos de distribuição de água do CICV. Para ajudar a conter a propagação do coléra, o CICV instalou estes pontos em áreas propensas a cólera ao redor de Juba.
    CC BY-NC-ND / CICV / Alyona Synenko
  • Estação de tratamento de água do CICV, Lologo, Juba, Sudão do Sul.
    Estação de tratamento de água do CICV, Lologo, Juba, Sudão do Sul.
    Comparação das amostras de água tratada e não tratada.
    CC BY-NC-ND / CICV / Alyona Synenko
  • Juba, Sudão do Sul.
    Juba, Sudão do Sul.
    Veronica carrega água para a sua família.
    CC BY-NC-ND / CICV / Alyona Synenko
  • Estação de tratamento de água do CICV, Lologo, Juba, Sudão do Sul.
    Estação de tratamento de água do CICV, Lologo, Juba, Sudão do Sul.
    Um voluntário da Cruz Vermelha do Sudão do Sul, capacitado pelo CICV, adiciona produtos químicos aos reservatórios para tornar a água potável.
    CC BY-NC-ND / ICRC / Alyona Synenko
  • Juba, Sudão do Sul.
    Juba, Sudão do Sul.
    Jennifer em um dos pontos de distribuição de água do CICV.
    CC BY-NC-ND / CICV / Alyona Synenko
  • Estação de tratamento de água do CICV, Lologo, Juba, Sudão do Sul.
    Estação de tratamento de água do CICV, Lologo, Juba, Sudão do Sul.
    Caminhões de água em fila para receberem água potável na estação de tratamento do CICV. Em Juba, a rede de distribuição não chega a todas as áreas e a população depende inteiramente da água distribuída por caminhões comerciais.
    CC BY-NC-ND / CICV / Alyona Synenko
  • Juba, Sudão do Sul.
    Juba, Sudão do Sul.
    Uma jovem coleta água potável de um dos pontos de distribiução do CICV.
    CC BY-NC-ND / CICV / Alyona Synenko
  • Estação de tratamento de água do CICV, Lologo, Juba, Sudão do Sul.
    Estação de tratamento de água do CICV, Lologo, Juba, Sudão do Sul.
    O Rio Nilo é uma das principais fontes de água em Juba. Muitas pessoas consomem água não tratada diretamente do rio. Isso pode levar à propagação de doenças transmissíveis por água, como cólera. Epidemias de cólera ocorrem todos os anos.
    CC BY-NC-ND / CICV / Alyona Synenko
17 agosto 2016

A erupção da violência em Juba, em julho, obrigou as pessoas a fugirem das suas casas. Muitas foram feridas ou mortas. Na região, a rede de distribuição não chega a todas as áreas e a população depende inteiramente da água distribuída por caminhões comerciais. Por causa da falta de segurança, algumas áreas são difíceis de acessar e o fornecimento de água se tornou irregular.

A falta de água potável levou a um aumento das doenças transmissíveis por água, como cólera. Aproximadamente 1 mil casos já foram notificados no atual surto. Imediatamente após o início dos combates, o CICV reativou a estação de tratamento e começou a produzir água potável, ajudando a distribuí-la nos campos de deslocados e estabelecimentos de saúde.

Receba o boletim do CICV