Ucrânia: CICV está horrorizado com bombardeio de outro hospital em Donetsk

04 fevereiro 2015
Ucrânia: CICV está horrorizado com bombardeio de outro hospital em Donetsk
Hospital N27, Donetsk, 4 de fevereiro de 2015 / ©Reuters / M. Sergeev

Genebra (CICV) – O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) está horrorizado com os contínuos estragos causados aos estabelecimentos de saúde em ambos os lados das linhas de frente na Ucrânia. O Hospital N27, na cidade de Textilschiki, em Donetsk, foi destruído hoje por um bombardeio de artilharia, assim como outros edifícios civis, incluindo um jardim de infância.

"Esta não é a primeira vez que os hospitais e outros estabelecimentos de saúde são alvos de ataques", afirmou a chefe do escritório do CICV em Donetsk, Joan Audierne. "As equipes médicas estão trabalhando em circunstâncias muito difíceis para salvar vidas. Elas devem poder fazer o seu trabalho. A infraestrutura civil e os pacientes devem ser poupados. Se uma pessoa não encontrar segurança em um hospital, onde encontrará?"

O CICV lembra especificamente todas as partes sobre a sua obrigação segundo o Direito Internacional Humanitário (DIH) de respeitar e proteger os profissionais de saúde, assim como as ambulâncias e os estabelecimentos de saúde. As partes em conflito devem garantir que os profissionais de saúde não correrão perigo, nem serão feridos, e que os hospitais e as ambulâncias não serão atacados, destruídos, nem usados indevidamente.

Saiba mais:

As atividades do CICV na Ucrânia

O projeto Assistência à Saúde em Perigo

O Direito Internacional Humanitário (DIH) protege uma ampla variedade de pessoas e bens durante os conflitos armados. As Convenções de Genebra e os seus Protocolos Adicionais protegem os doentes, feridos e náufragos que não participam das hostilidades, prisioneiros de guerra e outros detidos, assim como a população e os bens civis.

Mais informações:
Ashot Astabatsyan, CICV Kiev, tel: +380 67 509 42 06
Jennifer Tobias, CICV Genebra, tel: +41 22 730 25 02 ou +41 79 536 92 48