Assistência à saúde em Gaza: Apoio psicológico a profissionais da linha de frente

09 outubro 2015

Nas guerra e conflitos, os profissionais dos serviços de emergência testemunham e experimentam a violência e o sofrimento. Proteger a saúde deles e garantir a sua eficiência inclui fornecer o apoio psicológico apropriado para os que estão na linha de frente.

Depois do cessar-fogo entre Gaza e Israel em 26 de agosto de 2014, as equipes de saúde, os bombeiros, os motoristas de ambulância e outros profissionais da linha de frente tiveram que administrar e superar os eventos traumáticos experimentados e os subsequentes estresse e pressão fortíssimos que sentiram.

Para ajudar a garantir o bem-estar e a saúde deles, o CICV e o Ministério de Saúde local lançaram o programa "Ajudar quem Ajuda". Entre setembro de 2014 e setembro de 2015, mais de 400 pessoas foram beneficiadas diretamente com o programa, e 24 membros da equipe foram treinados para facilitar programas de apoio psicossocial em seis grandes hospitais de Gaza e em outros estabelecimentos de serviços de emergência.


Nesse breve vídeo, um paramédico e uma enfermeira descrevem como esse programa conseguiu ajudá-los, enquanto a equipe de saúde do CICV e um facilitador do Ministério da Saúde explicam porque garantir o bem-estar dos profissionais que estão na linha de frente é tão importante para proteger a assistência à saúde.

Receba o boletim do CICV