Continuamos enfrentando desafios para a ação humanitária na Colômbia: Peter Maurer

30 janeiro 2017
Continuamos enfrentando desafios para a ação humanitária na Colômbia: Peter Maurer
O presidente do CICV visitou a Colômbia em 2013. Boris Heger/CICV/ CC BY-NC-ND

O presidente do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), Peter Maurer, inicia no dia 30 de janeiro a sua segunda visita oficial à Colômbia, onde reafirmará o compromisso da organização diante da situação humanitária das pessoas afetadas pela violência armada no país.

"Continuamos otimistas com relação ao que se pode conseguir após o fim das hostilidades entre o governo colombiano e as Farc-EP. A assinatura do Acordo Final, em novembro do ano passado, é uma boa notícia em um mundo saturado de conflitos armados que provocam graves consequências humanitárias e um número cada vez maior de pessoas deslocadas e refugiadas. Porém, na Colômbia, tanto nas áreas rurais, como nas urbanas, a violência armada ainda provoca vítimas que não devemos deixar de atender", afirmou o presidente do CICV, Peter Maurer.

Maurer se reunirá com as autoridades colombianas para compartilhar as suas perspectivas sobre as principais necessidades humanitárias que o CICV identificou no país, assim como os riscos aos quais os civis continuam expostos frente a novas formas de violência. Além disso, agradecerá em especial a confiança mostrada durante décadas no papel neutro, independente e imparcial do CICV, sobretudo durante o processo de paz entre o governo colombiano e as Farc-EP.

"As consequências humanitárias do conflito armado prolongado que a Colômbia vivenciou persistirão durante anos. Ademais, a presença de outros atores armados e as consequências da violência ainda são desafios para a ação humanitária no país", enfatizou Maurer. "No nosso papel de intermediário neutro, estamos dispostos a apoiar as negociações entre o governo e o ELN que, caso venham a se concretizar, ajudariam a aliviar a situação das pessoas que continuam enfrentando as consequências da violência na Colômbia", indicou.

Nesta visita, Maurer estará acompanhado por representantes de empresas privadas que apoiam o trabalho do CICV no mundo todo. Esta visita do Grupo de Apoio Corporativo é a terceira desse tipo organizada pelo CICV (as duas primeiras foram na Jordânia e no Sudão) e tem como objetivo promover uma maior compreensão da situação humanitária no país por parte do Grupo de Apoio, assim como estuda possibilidades de colaboração. Há anos, o CICV na Colômbia colabora com pequenas e médias empresas em um programa de promoção de emprego para vítimas do conflito armado.

A operação do CICV na Colômbia é a maior das Américas. A organização está presente no país há mais de 40 anos e conta com mais de dez escritórios nos quais trabalham cerca de 300 pessoas para enfrentar o impacto humanitário do conflito armado e outras situações de violência.

Mais informações:
Isabel Ortigosa Barbero, CICV, Bogotá, tel.: +57 311 491 07 89