Etiópia: “Reconciliação”, mencionada no Prêmio Nobel da Paz, muda a vida de famílias separadas

11 outubro 2019
Etiópia: “Reconciliação”, mencionada no Prêmio Nobel da Paz, muda a vida de famílias separadas
Adis Abeba – Entrega de Mensagem Cruz Vermelha a uma família. /CICV

Adis Abeba (CICV) – Uma das consequências devastadoras dos conflitos armados é o grande número de famílias que são separadas e não podem mais se comunicar entre si.

Por isso, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) tem o prazer de ver o Comitê Nobel Norueguês mencionar a "reconciliação" como uma das razões para a entrega do Prêmio Nobel da Paz ao primeiro-ministro Abiy Ahmed.

Ainda há muito a ser feito, mas as reformas mudaram a vida de milhares de famílias. Por duas décadas, pessoas que moram na Etiópia e na Eritreia não podiam visitar nem telefonar umas às outras. Em geral, a única maneira que tinham de mandar notícias era através de cartas conhecidas como Mensagens Cruz Vermelha.

"Imagine saber de nascimentos, mortes e outros acontecimentos importantes apenas por carta. Sem abraços. Sem compartilhar lágrimas de alegria", afirmou Julien Lerisson, chefe da delegação do CICV na Etiópia. "Tudo isso mudou no ano passado, quando foram retomados os voos e as telecomunicações entre a Eritreia e a Etiópia. Isso permitiu que as pessoas conversassem e visitassem quem mais amam pela primeira vez em 20 anos. Para as famílias, foi uma mudança muito positiva."

Mais informações: 

Crystal Wells, Coordenadora de Comunicação, CICV Nairóbi:,+254 716 897 265, cwells@icrc.org