França / Itália: Cruz Vermelha restabelece laços familiares entre migrantes

24 setembro 2015
França / Itália: Cruz Vermelha restabelece laços familiares entre migrantes
O rosto de um migrante se ilumina quando ouve a voz de um parente. © Cruz Vermelha Francesa

Trabalhando com o apoio do CICV, as Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha da França e da Itália recentemente montaram uma operação de "restabelecimento de laços familiares" nas fronteiras para ajudar os migrantes a restabelecerem contato com as suas famílias.

Nos últimos meses, um número sem precedentes de migrantes e refugiados da Síria, Eritreia, Palestina, Nigéria e outros países chegaram à Itália e a outros países do sul da Europa. Em 2014, as autoridades italianas registraram 171.011 migrantes. Nos primeiros cinco meses de 2015, foram registrados outros 52.761 migrantes.

Like their French colleagues, Italian Red Cross workers have been making it possible for migrants to call their families back home, many of whom have been without news of them for weeks or months.

Como os colegas franceses, a Cruz Vermelha Italiana está possibilitando que os migrantes entrem em contato com os parentes que ficaram para trás, nos seus países de origem, muitos dos quais estão sem notícias dos familiares há semanas ou meses. © Cruz Vermelha Italiana

Muitos deles fugiram da violência e do conflito nos seus países de origem e empreenderam uma perigosa jornada pelo Mediterrâneo. Alguns perderam parentes no caminho, enfrentaram o trauma de vê-los se afogarem diante dos seus olhos ou serem abandonados no mar.
A geografia da Itália, com os Alpes ao longo das fronteiras no oeste, norte e leste, implica que existem poucas rotas disponíveis para os migrantes que querem seguir viagem até outros países europeus. Como consequência, centenas de pessoas estão abandonados em uma "terra de ninguém" na fronteira entre a Itália e a França, enquanto esperam para atravessar para esse país.

Migrants wait at an improvised encampment.

Migrantes esperam em um acampamento improvisado. © Cruz Vermelha Francesa

Ademais de fornecerem alimentos, abrigo e atendimento médico, as Sociedades da Cruz Vermelha da Itália e da França estão ajudando os migrantes a restabelecerem contato com as suas famílias, com o apoio do CICV.

Na primeira operação dessa natureza, as duas Sociedades Nacionais montarem uma operação de restabelecimento de laços familiares (RLF) em fronteiras em junho e junho de 2015, na cidade italiana de Ventimiglia.

Dois postos de RLF foram montados, um na estação de trem (operado pela Cruz Vermelha Italiana) e outro na fronteira (operado pela Cruz Vermelha Francesa). As pessoas usavam os telefones celulares e internet gratuitamente, o que possibilitou que entrassem em contato com os seus parentes por e-mail ou via Facebook e outras plataformas de mídias sociais. Eles também puderam enviar Mensagens Cruz Vermelha a casa e cadastrar parentes desaparecidos.

A migrant at an Italian Red Cross aid point talks to his family, while others wait their turn.

Um migrante no posto da Cruz Vermelha Italiana conversa com a sua família, enquanto outros esperam a sua vez. © Cruz Vermelha Francesa

Alguns deles não têm notícias das suas famílias há meses. Mais de 300 telefonemas foram feitos durante esse período.

Two migrants call home on phones provided by the French Red Cross.

Dois migrantes ligam para as suas casas usando telefones fornecidos pela Cruz Vermelha Francesa. © Cruz Vermelha Francesa

A woman strains to hear the familiar voice of a far-away family member among the noise and bustle of a French Red Cross aid point.

Uma mulher se esforça para ouvir a voz familiar de um parente que está distante em meio ao barulho e à multidão no posto da Cruz Vermelha Francesa. © Cruz Vermelha Francesa

Durante a operação conjunta, três crianças da Eritreia e da Etiópia foram cadastradas como menores desacompanhados.

À medida que a crise migratória continua, os preparativos para futuras operações conjuntas estão em andamento. A Cruz Vermelha Italiana pretende preparar operações de Restabelecimento de Laços Familiares com as Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha da Áustria e da Suíça. Enquanto isso, a Cruz Vermelha Italiana continua ajudando entre 300 e 400 migrantes por dia e oferecendo serviços de RLF uma vez por semana, possibilitando que os migrantes façam entre 40 e 50 telefonemas durante cada sessão.

Agradecemos às Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha da França e da Itália pelas fotos fornecidas para este artigo.

Você perdeu contato com algum parente? O serviço de Restabelecimento de Laços Familiares da Cruz Vermelha/Crescente Vermelho podem ajudar!

Receba o boletim do CICV