Necessidades humanitárias em grande escala com a continuidade do conflito no Iêmen

18 janeiro 2017

À medida que o conflito no Iêmen chega aos dois anos de duração, o país enfrenta uma das maiores crises humanitárias do mundo. Aproximadamente três milhões de pessoas – dez por cento da população – foram deslocadas, e dez milhões não sabem como vão conseguir se alimentar.

No ano passado, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) trabalhou, mesmo com os desafios e os incidentes de segurança recorrentes, para ajudar cerca de três milhões de pessoas em todo o Iêmen. Ainda assim, milhões de iemenitas não têm acesso à agua potável e aos serviços de saúde e, sem que o conflito termine, será impossível atender a todas as necessidades humanitárias em grande escala no país.

Destaques do trabalho do CICV no Iêmen em 2016:

  • Mais de 3,3 milhões de pessoas foram beneficiadas com atividades de água e saneamento.
  • Apoio a 20 centros importantes de saúde básica em todo o Iêmen, fornecendo medicamentos e material médico para o benefício direto de 292.457 indivíduos.
  • Distribuição de cestas alimentares que incluíam arroz, feijão, lentilha, óleo, chá e açúcar para 210.430 pessoas em 21 distritos.
  • Apoio à coleta de lixo, assegurando um ambiente seguro e limpo para mais de 900 mil pessoas.
  • Visitas a locais de detenção, monitorando as condições de vida de mais de 11 mil detidos.
  • Fornecimento de mais de 1.920 sacos mortuários e 45 kits de recuperação às autoridades e portadores de armas.

 

ICRC in Yemen: Facts and figures, 2016