Conflito Gaza-Israel: indiferença pelo Direito Humanitário causa um número de vítimas civis inaceitável

08 agosto 2014

Genebra/Tel Aviv (CICV) – O presidente do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), Peter Maurer, visitou Gaza, Israel e a Cisjordânia de 4 a 7 de agosto para conhecer em primeira mão o impacto da recente onda de hostilidades sobre os civis nessa região.

Maurer se encontrou com pessoas cujas vidas foram destroçadas pelo conflito. Esteve em algumas das áreas mais duramente atingidas, onde viu com os próprios olhos a devastação massiva causada pelo combate. Reuniu-se com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, o presidente, Reuven Rivlin, o ministro da Justiça, Tzipi Livni, o ministro da Defesa, Moshe Ya'alon, o presidente palestino, Mahmoud Abbas, e autoridades do Hamas. Reuniu-se também com chefes do Crescente Vermelho Palestino e o do Magen David Adom para discutir as atividades de resposta emergencial que realizam durante o conflito.

"Este conflito tem como consequência um número elevado de vítimas entre a população civil", disse Maurer. "Fazemos um apelo para que cessem as mortes e a destruição em nome da humanidade. A proteção dos civis deve ser uma preocupação preponderante. As partes em conflito têm obrigações segundo o Direito da Guerra. Testemunhamos sérias discrepâncias entre essas obrigações e a realidade no terreno. Estamos determinados a comprometer- nos com as partes em um esforço para impedir que isso volte a acontecer".

Em Gaza, mais de 1,9 mil pessoas foram mortas e cerca de dez mil feridas em 28 dias de intensas hostilidades. Pelo menos 400 mil pessoas foram deslocadas e mais de 9 mil casas estão inabitáveis. "O custo humano do conflito deixou muitos de nós chocados", disse o presidente do CICV. "Os nossos corações estão com as pessoas mais vulneráveis – as crianças, os idosos, os doentes e os feridos – porque são elas que estão pagando o preço mais alto".

Mais informações:
Ran Goldstein, CICV Tel Aviv, tel: +972 52 27 57 517
Nadia Dibsy, CICV Gaza, tel: +972 52 601 91 48
Nada Doumani, CICV Genebra, tel: +41 22 730 37 23 ou +41 79 447 37 26
Maria Cecilia Goin, CICV Jerusalém, tel: +972 52 601 91 50 ou +972 59 893 54 68