Filipinas: A vida após o tufão Haiyan. A história de Floro, um pescador

04 novembro 2014

Floro costumava sair para pescar de noite, sob a luz da lua, e vendia os seus produtos no mercado no dia seguinte. Há um ano, o tufão Hayan destruiu o barco dele. De repente, ele passou a enfrentar dificuldades para alimentar a sua família. Será que o vento voltou, desta vez a favor de Floro? Veja como ele está se saindo.

 O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) encontrou o pescador Floro seis meses atrás, quando ele e a família ainda viviam de ajuda (conheça a história de Floro). Assim como muitos pescadores, ele recebeu dinheiro para ajudar a comprar barco e equipamentos.

Um ano após o tufão que devastou as Filipinas, Floro e sua família voltaram a gerar renda e se sustentar.

Nas Filipinas, o CICV:

  • outorgou benefícios a mais de 6,5 mil pessoas em condições semelhantes às de Floro para que elas pudessem comprar barco e equipamentos;
  • outorgou benefícios a cerca de 3,5 mil famílias para que elas pudessem reiniciar a agricultura ou pecuária familiar que tinham antes do tufão ou para que iniciassem alguma atividade geradora de renda.