Conflito em Nagorno-Karabakh: Relatório Operacional de dezembro de 2020

Conflito em Nagorno-Karabakh: Relatório Operacional de dezembro de 2020

Um mês após o acordo de cessar-fogo, profundas necessidades humanitárias persistem
Comunicado de imprensa 15 dezembro 2020 Armênia

O acordo de cessar-fogo em Nagorno-Karabakh entrou em vigor há um mês, mas centenas de milhares de pessoas continuam profundamente afetadas em toda a região e as necessidades humanitárias devem piorar durante o inverno.

A escalada do outono causou devastação: civis foram mortos e feridos, e centenas de casas e instituições que prestam serviços essenciais, como escolas e hospitais, foram destruídas. Armas não detonadas permanecem em áreas povoadas, colocando em risco a vida e a integridade física dos habitantes. Os combates obrigaram as pessoas a deixarem suas casas em busca de segurança, dirigindo-se em massa para abrigos temporários e residências de amigos e familiares. Dezenas de milhares de famílias perderam suas casas durante ou após os confrontos. Os empregos e os meios de subsistência da população foram duramente atingidos.

Milhares de casas foram danificadas na escalada do conflito. APA/Nijat Alili

Muitas famílias também enfrentam uma espera agonizante, ansiando por saber o que aconteceu com seus entes queridos ou por enterrar com dignidade aqueles que perderam suas vidas. Neste momento, é fundamental facilitar a rápida recuperação e a transferência dos corpos das pessoas mortas durante os combates. As atuais operações para recuperar os corpos no campo de batalha são extremamente perigosas porque o terreno está repleto de minas e artefatos não detonados. O clima de inverno provoca condições muitas vezes traiçoeiras, com temperaturas negativas, densa neblina e nevoeiro, tornando os movimentos mais lentos e difíceis. A chuva e a lama com frequência removem as minas nas áreas onde as equipes trabalham.

Na sua condição de intermediário neutro, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) apoia as partes na organização dessas operações. Temos estado presentes, juntamente com as forças de manutenção da paz russas, em dezenas de operações de recuperação à medida que as partes entram no campo de batalha para recuperar corpos das trincheiras e dos campos. Nosso objetivo é facilitar a comunicação entre as partes para que essas operações transcorram da maneira mais rápida e segura possível, aumentando a chance de encontrar corpos. Nossa presença depende das garantias de segurança necessárias para que nossa equipe realize seu trabalho.

As pessoas privadas de liberdade também são uma prioridade para nós. Até agora, visitamos dezenas de prisioneiros de guerra e civis detidos. Muitos receberam notícias de suas famílias por meio da transmissão de Mensagens Cruz Vermelha e saudações orais dos entes queridos. Essas notícias são um apoio emocional fundamental para muitas pessoas privadas de liberdade e seus familiares, além de serem uma prova, para as famílias, de que seus entes queridos estão vivos. Recebemos também milhares de telefonemas e visitas de famílias de pessoas desaparecidas na região e registramos centenas de pedidos de busca para civis e soldados.

O CICV continuará apoiando as vítimas do conflito de Nagorno-Karabakh. Em parceria com a Cruz Vermelha Armênia e o Crescente Vermelho do Azerbaijão, nossas equipes estão avaliando as necessidades humanitárias e fazendo o máximo para ter acesso às pessoas que necessitam de ajuda.

Entre as principais necessidades e preocupações humanitárias atuais, incluem-se:

  • Apoio na recuperação e transferência de corpos;
  • Busca de pessoas desaparecidas;
  • Acesso a todos os prisioneiros de guerra e civis, troca de Mensagens Cruz Vermelha e restabelecimento de laços familiares;
  • Alimentos e suprimentos de inverno para pessoas deslocadas ou que retornam às suas casas após o deslocamento;
  • Apoio aos abrigos – calefação, reparações nos edifícios, instalações de higiene e água potável;
  • Saúde mental e apoio psicossocial;
  • Danos à infraestrutura civil, incluindo sistemas de água;
  • Ampla contaminação por armas em áreas urbanas e rurais afetadas pelos combates;
  • Aumento dos casos de Covid19 e estabelecimentos de saúde sobrecarregados.

Uma criança deslocada como resultado da escalada do conflito Nagorno-Karabakh. CICV/Gohar Hakobyan

Este é um resumo das nossas principais atividades realizadas até o início de dezembro em toda a região:

ASSISTÊNCIA À SAÚDE

15 hospitais e estabelecimentos de saúde receberam material médico, incluindo medicamentos, aventais e kits para tratar pacientes feridos por armas, além de cobertores e artigos de higiene;

12 tomadas de oxigênio foram instaladas em uma ala de tratamento da Covid-19;

300 conjuntos de aventais médicos foram entregues às autoridades sanitárias;

42 kits de primeiros socorros foram distribuídos;

723 famílias receberam apoio em saúde mental;

45 voluntários das comunidades foram treinados para realizar sessões psicossociais de emergência com crianças e jovens.

SEGURANÇA ECONÔMICA

Mais de 23 mil pessoas receberam cestas básicas e artigos de higiene pessoal e doméstica;

Mais de 31 mil pessoas receberam utensílios domésticos, como roupas de cama, colchões, camas dobráveis e travesseiros;

400 aquecedores e 1.400 kits de cozinha foram distribuídos;

Cerca de 8 mil famílias (37 mil pessoas) receberam ajuda financeira;

21,7 mil cobertores de lã foram entregues a pessoas que precisaram fugir de suas casas.

APOIO EM ÁGUA E HABITAT

3 hospitais receberam materiais de construção e suprimentos de abrigo para reparação temporária dos danos;

17 geradores foram entregues;

4 pré-escolas foram reformadas para oferecer acesso a melhor aquecimento e água potável;

66 famílias tiveram acesso a chuveiros e latrinas recentemente instalados em abrigos;

100 fogões foram distribuídos a famílias em 7 abrigos.

CONTAMINAÇÃO POR ARMAS

Mais de 3.850 pessoas foram informadas sobre o risco de resíduos explosivos de guerra;

70 professores receberam capacitação para conduzir sessões de conscientização nas escolas, a fim de que as crianças conheçam os perigos das armas não detonadas;

10 kits de proteção e um detector foram doados para ajudar as equipes de desminagem.

EDUCAÇÃO

360 crianças receberam tablets com tela sensível ao toque para prosseguir com sua educação de forma remota;

100 crianças receberam material escolar – mochilas, cadernos, lápis, canetas e livros de exercícios.

Mais informações

Zara Amatuni, Delegação do CICV, Yerevan, tel: +374 99 011 360

Ilaha Huseynova, Delegação do CICV em Baku, tel: +994 50 316 00 24

Eteri Musayelyan, Missão do CICV em Nagorno-Karabakh mission, tel: +374 97 29 80 85

Ruth Hetherington, CICV em Genebra, tel: +41 79 447 37 26