Etiópia: Cruz Vermelha envia remédios e suprimentos de emergência a Mekelle para revigorar instalações médicas paralisadas

Etiópia: Cruz Vermelha envia remédios e suprimentos de emergência a Mekelle para revigorar instalações médicas paralisadas

Adis Abeba/Genebra (CICV) – Um comboio com remédios e suprimentos de emergência do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e da Sociedade da Cruz Vermelha Etíope (ERCS), organizado com as autoridades etíopes, chegou à capital do estado de Tigray, Mekelle.
Comunicado de imprensa 12 dezembro 2020 Ethiopia

As instalações de assistência médica de lá ficaram paralisadas depois que o estoque de remédios e itens básicos, como luvas cirúrgicas, acabou. Esta é a primeira ajuda internacional a chegar em Mekelle desde que o conflito eclodiu em Tigray, há mais de um mês.

O Hospital Ayder fechou a UTI e o centro cirúrgico devido à falta de provisões médicas e de combustível para o gerador que fornece eletricidade para as unidades. No fim de novembro, o hospital recebeu muitas pessoas feridas no combate. O hospital também teve dificuldades para atender a necessidades médicas crônicas e de rotina, como diabetes, diálise, partos e atendimentos da maternidade. É o principal hospital de referência para os 500 mil habitantes de Mekelle.

"Médicos e enfermeiros foram obrigados a tomar decisões impossíveis para escolher quais atendimentos iriam continuar e quais seriam interrompidos após semanas sem receber suprimentos, água corrente e eletricidade", disse o diretor regional do Comitê Internacional da Cruz Vermelha para a África, Patrick Youssef, depois de uma visita a Adis Abeba. "Este carregamento de provisões médicas reforçará o estoque, ajudará pacientes e reduzirá aquelas decisões impossíveis entre a vida e a morte na triagem."

Os sete caminhões da Cruz Vermelha estão levando remédios e provisões para atender a mais de 400 pacientes com traumatismo, além de itens necessários para tratar problemas de saúde crônicos e rotineiros. Estas provisões serão doadas ao Hospital Ayder, à Secretaria Regional de Saúde e à farmácia da ERCS em Mekelle. Além disso, a equipe do CICV em Mekelle vem trabalhando para conseguir combustível para o gerador do hospital e água.

O Ministério Federal de Saúde também forneceu provisões médicas para as instalações de saúde de Mekelle hoje.

"As provisões farão uma diferença imediata e primordial para as pessoas que não estão tendo acesso a atendimento médico", disse Youssef. "Estimamos que muitas instalações de atendimento médico em Tigray estejam enfrentando as mesmas dificuldades que o Hospital Ayder e precisem urgentemente de ajuda."

O comboio da Cruz Vermelha também levou cobertores, lonas enceradas, utensílios de cozinha, roupas, sabão e galões para combustível para ajudar cerca de mil famílias que foram expulsas de suas casas pelo conflito, além de equipamentos para melhorar o acesso à água e ao saneamento.

Ao mesmo tempo, no norte de Amara e no oeste de Tigray, equipes do CICV estão avaliando as necessidades humanitárias provocadas pelo conflito e distribuindo itens de emergência para as famílias que tiveram que se deslocar. Até o momento, o CICV forneceu remédios e provisões médicas para sete instalações de assistência em Amara que receberam pacientes feridos no combate. Além das provisões médicas, o CICV está trabalhando com os hospitais para auxiliar nas necessidades de longo prazo de reabilitação física para pessoas que sofreram amputações por causa de ferimentos provocados por armas.

O CICV depende do apoio financeiro da comunidade internacional para que a assistência humanitária chegue à Etiópia. O CICV tem um orçamento total de 27 milhões de francos suíços para a Etiópia, dos quais 10 milhões de francos suíços ainda não foram financiados.

Mais informações:

Zewdu Ayalew, CICV em Adis Abeba, zayalew@icrc.org, +251 911 614 336
Crystal Wells, CICV em Nairóbi, cwells@icrc.org, +254 716 897 265 (WhatsApp)
Aurélie Lachant, CICV em Genebra, alachant@icrc.org, +41 79 244 6405

 

Para ver e fazer o download de filmagens recentes do CICV em alta qualidade, visite
www.icrcvideonewsroom.org