Honduras: facilitar o acesso à água potável em El Bajo Aguán

  • Devido aos conflitos na região do Bajo Aguán, dezenas de famílias camponesas tiveram de deixar as suas casas, o que provocou diversas consequências humanitárias, entre elas, a dificuldade para ter acesso à água potável.
    CC BY-NC-ND/ CICV / Arturo López
  • As famílias dos assentamentos de La Lempira consumiam água de uma fonte superficial, onde além disso, tomavam banho ou lavavam roupa, causando riscos para a saúde delas.
    CC BY-NC-ND/ CICV / Arturo López
  • Como resposta a esta necessidade humanitária, a Missão do CICV em Honduras habilitou serviços de acesso à água potável no setor onde foram relocalizadas as casas das famílias camponesas.
    CC BY-NC-ND/ CICV / Jemsil Valladares
  • Um jovem carrega água na sua comunidade, que obteve o sistema de água potável, habilitado pelo CICV em La Lempira, em 2014.
    CC BY-NC-ND/ CICV / Arturo López
  • Com a capacitação e a supervisão oferecida pelo CICV, os moradores de La Lempira participaram ativamente na habilitação do poço de água. Isso, além de facilitar o acesso à água de forma quase imediata, vai permitir que tenham benefícios no futuro, pois aprenderam a operar o sistema e fazer a manutenção.
    CC BY-NC-ND/ CICV / Jemsil Valladares
  • Orbelina Flores, do assentamento La Nueva Confianza, aproveita a água do poço habilitado pelo CICV. No fundo desse poço, é possível observar o tanque elevado na última etapa de construção, que agora abastece as famílias com água.
    CC BY-NC-ND/ CICV / Ricardo Castillo
  • Diretores de patronato e membros do comitê de saúde do assentamento de La Panamá, assim como promotores da Cruz Vermelha Hondurenha, realizam um exercício de localização dos beneficiários do projeto de construção do armazenamento de água, realizado pelo CICV.
    CC BY-NC-ND/ CICV / Ricardo Castillo
  • O CICV quer contribuir com soluções a longo prazo, proporcionando aos habitantes das comunidades as ferramentas e os conhecimentos técnicos necessários para garantir a sustentabilidade dos projetos que facilitam o acesso à água.
    CC BY-NC-ND/ CICV / Arturo López
21 março 2016

El Bajo Aguán, região nos arredores do rio Aguán, no noroeste de Honduras, há anos sofre as consequências humanitárias da violência causada por conflitos de acesso à terra.

Para ajudar a mitigar essas consequências, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e a Cruz Vermelha Hondurenha ofereceram assistência para facilitar o acesso à água potável e melhorar as condições de saneamento básico e ambiental.

Com os projetos de Água e Habitat do CICV foram beneficiadas cerca de 3.1 mil pessoas que vivem nas zonas mais vulneráveis, em particular nas comunidades e assentamentos camponeses de La Lempira, La Nueva Confianza, Marañones, La Panamá, La Aurora e zonas próximas.

No marco do Dia Mundial da Água, mostramos o impacto do acesso à água potável para estas comunidades.

Receba o boletim do CICV