Iêmen: sistema de saúde à beira do colapso enquanto a doença de cólera se propaga com velocidade sem precedentes

13 junho 2017

Genebra/Sanaa – À medida que os casos de cólera atingem níveis sem precedentes no Iêmen, com um em cada 200 iemenitas sendo suspeito de ter sido contagiado pela doença, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) aumenta a sua resposta à crise. O sistema de saúde pública do Iêmen está sob enorme pressão devido ao conflito em curso no país, não tendo a capacidade de atender a população.

"Mais de cinco mil novos casos suspeitos por dia foram relatados na semana passada. A propagação da doença, que começou há pouco mais de um mês, está acelerando", afirma a coordenadora de saúde do CICV no Iêmen, Maria del Pilar Bauza Moreno.

"É preocupante que a suspeita dos casos graves de cólera agora contabiliza aproximadamente metade do total, o que é mais do que o dobro que normalmente observamos durante os surtos", acrescentou Bauza Moreno. Segundo as autoridades da área de saúde da capital Sanaa, o número de casos suspeitos em todo o país excedeu os 124 mil há dois dias, com mais de 900 mortes por contágio.

"Dois anos de conflitos armados levou o sistema de saúde do país à beira do colapso. Esse surto de cólera apenas é a prova mais recente e mais visível d que a população e as estruturas foram seriamente enfraquecidas pela maneira que este conflito é travado", afirmou o chefe da delegação do CICV no Iêmen, Alexandre Faite. "Os ataques às redes de água e saneamento e a falta de manutenção, além de severas restrições à importação de produtos essenciais como peças sobressalentes e combustível, provocaram uma situação em que milhões de pessoas não têm acesso à água potável."

O CICV, em conjunto com o Crescente Vermelho Iemenita, respondeu rapidamente a esta crise que levou as autoridades de saúde em Sanaa a declarar estado de emergência em 14 de maio. Quatro aviões fretados pelo CICV, carregados com grandes quantidades de cloro, fluidos intravenosos e outros materiais médicos, foram enviados ao Iêmen nas últimas semanas. Os funcionários da área de saúde e os engenheiros do CICV trabalham 24 horas por dia para apoiar os estabelecimentos de saúde e centros de detenção, em 14 províncias, e melhorar a gestão dos casos, a higiene em geral e as condições de saneamento, bem como aumentar a conscientização entre a população. A doença de cólera é transmitida por água que se propaga rapidamente em áreas densamente povoadas que possuem condições deterioradas de higiene e saneamento precário.

O CICV também está levando 200 mil frascos de insulina a Sanaa e Aden, para apoiar as estruturas de saúde que enfrentam dificuldades para tratar os pacientes com condições crônicas, como diabetes.

Mais informações:


Soumaya Beltifa
, CICV Sanaa, tel: +967 736 071 967
Adnan Hizam, CICV Sanaa, tel: +967 733 721 659
Ralph El Hage, CICV Amã, tel: +962 778 454 382
Iolanda Jaquemet, CICV Genebra, +41 79 447 37 26

Receba o boletim do CICV