Ilhas Malvinas (Falkland Islands): CICV apresenta relatório final sobre o trabalho forense realizado para identificar os restos mortais de soldados argentinos

Ilhas Malvinas (Falklands): CICV apresenta relatório final sobre identificação de seis soldados argentinos

Genebra (CICV) – O Comitê Internacional da Cruz Vermelha apresentou seu relatório final sobre o trabalho forense realizado para identificar os restos mortais de soldados argentinos nas Ilhas Malvinas (Falklands).
Comunicado de imprensa 08 novembro 2021 Argentina Reino Unido

No Segundo Plano de Projeto Humanitário (PPH 2), o CICV identificou os restos mortais de seis combatentes argentinos enterrados nas ilhas, o que pôs fim à incerteza em que as famílias viviam há 38 anos. O relatório foi apresentado às missões diplomáticas da Argentina e do Reino Unido em Genebra.

O PPH 2 envolveu a exumação de restos mortais encontrados em uma sepultura conhecida como C.1.10, no cemitério de Darwin. A equipe do CICV escavou este túmulo e encontrou os restos mortais de seis pessoas. O Laboratório de Genética Forense da Equipe Argentina de Antropologia Forense (EAAF) analisou amostras dos restos mortais e identificou todos os seis indivíduos. Suas famílias foram notificadas, e agora os restos mortais foram enterrados novamente de acordo com os desejos de cada família.

A equipe do CICV também explorou uma área chamada Caleta Trullo (Teal Inlet) em busca de restos mortais de combatentes argentinos, mas não encontrou nada.

"Todas os familiares merecem saber o que aconteceu com seus entes queridos. Como parte de nosso mandato humanitário, ficamos felizes por fazer parte deste processo e acabar com a incerteza das famílias depois de todos esses anos", disse o vice-presidente do CICV, Gilles Carbonnier.

"Hoje apresentamos nossas descobertas à Argentina e ao Reino Unido. Assim encerramos um projeto que foi possível graças ao fato de o papel do CICV, como organização humanitária neutra e imparcial, contou não só com respeito, mas também com o apoio ativo de ambos os governos."

Os resultados foram apresentados às delegações da Argentina e do Reino Unido na sede do CICV em Genebra durante uma reunião presidida por Gilles Carbonnier. As delegações foram comandadas por Sua Excelência o Senhor Embaixador da Argentina Federico Villegas e Sua Excelência o Senhor Embaixador do Reino Unido Simon Manley.

Este projeto deu continuidade ao Primeiro Plano de Projeto Humanitário (PPH 1), que levou à exumação dos restos mortais de 122 soldados argentinos no cemitério de Darwin. Após a análise das amostras de DNA das famílias, 115 soldados foram identificados. O PPH 1 foi o primeiro projeto desse tipo com uma missão conjunta e específica encarregada por dois Estados, Argentina e Reino Unido, que se enfrentaram em um conflito armado.

O mandato para a execução de projetos como o PPH 1 e o PPH 2 tem origem nas Convenções de Genebra. Estas iniciativas são exemplos do trabalho do CICV para alcançar o objetivo de prevenir e resolver casos de pessoas desaparecidas em conflitos armados.

De acordo com a diretiva editorial ST/CS/SER.A/42 do Secretariado das Nações Unidas, de 3 de agosto de 1999, neste documento utiliza-se a nomenclatura "Ilhas Malvinas (Falklands)".

Mais informações:

Sandra Lefcovich, CICV Brasília, +55 61 981751599
Francesca Dobson Suarez, CICV Londres +44 (0) 7590 832 523
Florian Seriex, CICV Genebra, +41 79 574 06 36