Iraque: com a intensificação do confronto, até um milhão de pessoas poderiam ser obrigadas a fugir das suas casas

29 julho 2016

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) acredita que até um milhão de pessoas poderiam ser obrigadas a fugir das suas casas no Iraque nas próximas semanas e meses, causando um problema humanitário enorme para o país. À medida que o confronto se intensifica em diferentes áreas, incluindo próximo à segunda maior cidade do Iraque, Mosul, o CICV faz um apelo de fundos adicionais aos doadores para o reabastecimento de artigos de ajuda humanitária.

Mais de dez milhões de pessoas já carecem de assistência no país. Já existem mais de três milhões de deslocados internos. Se a violência recrudescer, o número de deslocados internos aumentaria drasticamente.

"A situação é imprevisível, mas devemos estar preparados para o pior. Existe uma probabilidade de que o confronto se intensifique, particularmente na área de Mosul. Centenas de milhares de pessoas podem vir a se deslocar nas próximas semanas e meses, em busca de abrigo e assistência. Precisamos estar preparados", afirmou o Diretor Regional do CICV para o Oriente Médio, Robert Mardini.

Na sexta-feira, 29 de julho, o CICV faz um apelo de 17 milhões de francos suíços adicionais ($17,1 milhões, €15,6 milhões) para o seu atual orçamento no Iraque. Esses recursos serão usados para fornecer água, alimentos, material médico e outros tipos de assistência para as pessoas encurraladas pelo confronto. O CICV também concentrará os seus esforços na promoção do respeito pelo Direito Internacional Humanitário (DIH) entre as partes envolvidas no conflito e nas visitas aos detidos. Este dinheiro permitirá que a organização aumente a sua resposta em todo o país, chegando às pessoas que mais precisam de ajuda no momento em que a necessitam.

Mais informações:

Ralph El Hage, CICV Amã, +962 778 454 382
Sarah Alzawqari, CICV Bagdá, +964 (0)790 191 6927
Krista Armstrong, CICV Genebra +41 79 447 37 26