Israel e territórios ocupados: CICV ajuda na libertação de reféns em Gaza

Declaração da presidente do CICV, Mirjana Spoljaric, sobre a libertação de duas reféns e o papel do CICV como intermediário neutro.
Comunicado de imprensa 20 outubro 2023 Israel e territórios ocupados

Genebra (CICV) — A libertação de duas reféns em Gaza hoje é um sinal de esperança. Estamos extremamente aliviados por elas poderem se reunir com suas famílias após duas semanas de agonia.

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) ajudou a facilitar esta libertação com o transporte das reféns de Gaza para Israel, o que ressalta o impacto na vida real do nosso papel como ator neutro entre as partes em conflito. É urgentemente necessário realizar mais ações humanitárias deste tipo para que mais famílias possam ser reunidas. Muitas pessoas ainda esperam desesperadamente notícias dos seus entes queridos.

O CICV continua exigindo a libertação imediata de todos os reféns. Estamos prontos para visitá-los e para facilitar qualquer futura libertação acordada entre as partes.

Enquanto mantidos em cativeiro, os reféns devem poder receber assistência humanitária e atendimento médico. Eles devem ter a oportunidade de entrar em contato com seus familiares. Para as famílias, estar separadas dos seus entes queridos é uma agonia, não importa de que lado estejam. Nosso compromisso de ajudar as pessoas que foram sequestradas, detidas ou desaparecidas é inflexível.

É essencial que as partes em conflito mantenham um mínimo de humanidade mesmo durante o pior da guerra. As pessoas em Gaza não podem ficar esperando a ajuda desesperadamente necessária. Os hospitais estão à beira do colapso, e as famílias estão dormindo ao ar livre com pouca água e comida. Pedimos com urgência uma pausa nos combates e a autorização de acesso da ajuda humanitária e dos socorristas. Cada hora que passa sem maior assistência significa mais miséria e sofrimento.

Mais informações:

press@icrc.org