Moçambique: ajuda às comunidades das ilhas que se recuperam do ciclone Kenneth

  • Em parceria com a Federação Internacional e a Cruz Vermelha de Moçambique, atendemos as famílias afetadas pelo ciclone Kenneth na província de Cabo Delgado em abril de 2019. Vimos casas e edifícios destruídos e árvores espalhadas pelo chão. Pouco ou nada restou para as comunidades.
    CC BY-NC-ND / CICV / Khatija Nxedlana
  • Após um trajeto de quatro horas de barco de Pemba à ilha Matemo, nossos dedicados voluntários da Cruz Vermelha ajudaram a transportar os suprimentos do barco até a ilha. Os materiais incluíram lonas, cobertores e utensílios de cozinha para 819 famílias afetadas pelas inundações.
    CC BY-NC-ND / CICV / Khatija Nxedlana
  • As famílias buscaram os suprimentos após receberem uma explicação sobre seu conteúdo por parte das equipes do CICV e da Federação Internacional, assim como dos voluntários da Cruz Vermelha de Moçambique.
    CC BY-NC-ND / CICV / Khatija Nxedlana
  • “Estou muito grato por receber artigos como cobertores e kits de cozinha”, diz Sadat Safino, que vive na ilha Matemo, em Moçambique. Sadat é uma das muitas pessoas que perderam tudo com a passagem do ciclone Kenneth.
    CC BY-NC-ND / CICV / Khatija Nxedlana
04 junho 2019

Há mais de um mês, o ciclone Kenneth atingiu o norte de Moçambique, país que ainda se recupera dos efeitos devastadores do ciclone Idai.

Dezenas de milhares de pessoas deixaram as suas casas. Pouco restou em muitas comunidades onde antes havia edifícios, escolas, lojas e igrejas.

Para ajudar as comunidades a superar o impacto do ciclone Kenneth na província de Cabo Delgado, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) trabalha com a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, além da  Cruz Vermelha de Moçambique, para prestar assistência.