As necessidades dos familiares de pessoas desaparecidas

10 maio 2017

Os conflitos armados, a violência, os processos migratórios e os desastres naturais provocam o desaparecimento de pessoas no mundo inteiro. Seus familiares também são vítimas, sofrendo uma série de consequências físicas, emocionais e psicossociais, muitas vezes agravadas por dificuldades jurídicas e econômicas.

Para o CICV, uma pessoa desaparecida é aquela de quem os familiares não têm notícia ou que foi dada como desaparecida com base em informações confiáveis.

Gostaríamos de vê-lo em breve, mas não sabemos se está vivo. Estamos mal, estamos velhos. Queremos vê-lo ou pelo menos saber sobre ele: se está vivo, se está bem".  Familiar de um desaparecido, Tegucigalpa, Honduras.

No trabalho do CICV com as famílias de pessoas desaparecidas, além do profundo sofrimento que têm no dia a dia, elas expressam múltiplas necessidades comuns que afetam a sua vida pessoal, física, mental, familiar e social. As principais são:

  • Saber a sorte e o paradeiro do ente querido desaparecido
  • Receber tratamento digno por parte das autoridades, instituições e comunidades
  • Ter reconhecimento jurídico
  • Enfrentar a incerteza
  • Mitigar o impacto econômico
  • Dignificar a memória

 

A obrigação dos Estados de dar resposta e atender a essas necessidades foi reconhecida na Conferência Internacional de Especialistas Governamentais e Não Governamentais sobre Desaparecidos (realizada em Genebra, Suíça, em 2003).

Quero que me apoiem, pois minha esperança é encontrá-la".
Familiar de um desaparecido, Tegucigalpa, Honduras.

No México e na América Central, onde o fenômeno do desaparecimento costuma se vincular a situações de violência, migração e conflitos, o CICV trabalha em prol dos desaparecidos e seus familiares de diversas maneiras, buscando mitigar as consequências humanitárias dessa dolorosa realidade que atinge muitas pessoas da região.

"Queria ter informações. O que aconteceu? Acima de tudo, preciso de informações".
Familiar de um desaparecido, Oaxaca, México.

O CICV promove o desenvolvimento de mecanismos para a busca de pessoas desaparecidas e, em caso de morte, a sua identificação eficaz. Também sensibiliza e assessora as autoridades responsáveis e instituições não governamentais sobre a atenção e o acompanhamento adequados aos familiares de desaparecidos.

O CICV não conduz nem participa diretamente desses processos. Tampouco participa de exumações, investigações ou processos judiciais. Sua ação em prol dos desaparecidos é exclusivamente humanitária.

 

 

Receba o boletim do CICV