Nigéria: é preciso acesso para socorristas e moderação das forças de segurança durante protestos

Nigéria: é preciso acesso para socorristas e moderação das forças de segurança durante protestos

Abuja (CICV) – Os socorristas que procuram assistir os feridos devem ter permissão para fazer seu trabalho sem impedimentos em meio aos contínuos protestos na Nigéria, e a munição real deve ser usada apenas como último recurso por parte das forças de segurança, disse hoje o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).
Comunicado de imprensa 21 outubro 2020 Nigéria

Preocupado com a escalada de violência e o crescente número de vítimas, o CICV pede moderação, enquanto os protestos continuam em várias cidades nigerianas.

"As forças de segurança devem aplicar meios não violentos antes de recorrer ao uso da força e de armas de fogo. O uso da força por parte do pessoal das forças de segurança deve ser proporcional à situação e deve ser uma medida excepcional", disse o chefe da delegação do CICV na Nigéria, Eloi Fillion. "Em conformidade com os padrões jurídicos internacionais, as armas de fogo e as munições reais devem ser usadas apenas como último recurso e para proteger contra uma ameaça iminente à vida".

Os voluntários da Cruz Vermelha Nigeriana estão no terreno para oferecer os primeiros socorros e evacuar os feridos.

"É fundamental que os socorristas e as ambulâncias sejam respeitados por todos, para que possam chegar aos feridos com segurança. Há vidas que dependem disso", acrescentou Eloi Fillion.

O CICV e a Cruz Vermelha Nigeriana estão acompanhando de perto a situação à medida que evolui.

Mais informações:

Alyona Synenko, CICV Abuja +234 903 151 5543

Aliyu Dawobe, CICV Abuja, +234 803 953 4881