Síria: água usada como arma de guerra

02 setembro 2015

Genebra / Damasco – O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) afirma que a população civil da cidade de Aleppo enfrenta enorme sofrimento devido aos cortes deliberados no abastecimento de água e eletricidade. Aproximadamente dois milhões de pessoas vivem na cidade, muitas, porém, têm sérios problemas para obter água nos dois lados da linha de frente.

"Os serviços vitais para a população, como o abastecimento de água, devem ser mantidos à parte das questões políticas do conflito sírio", declarou a chefe da delegação do CICV na Síria, Marianne Gasser. Ela acaba de retornar de Aleppo, onde se encontrou com autoridades e cruzou a linha de frente para discutir a disponibilidade de água com as partes envolvidas nos combates.

A distribuição de água em Aleppo depende da operação das estações elétricas e de bombeamento, mas cada uma delas é controlada por uma parte diferente do conflito. O funcionamento das estações é usado com frequência para pressionar o outro lado. "Com frequência na Síria, a água se torna um instrumento em poder das partes. Se torna uma arma de guerra. E são os civis quem sofre mais. O acesso à água deveria ser incondicional", afirma Gasser.

Uma situação similar existe em Damasco onde o corte no fornecimento de água é usado como uma tática para exercer pressão no outro lado. Cinco anos de conflito afetou gravemente a distribuição de água. A metade da capacidade de abastecimento foi perdida ou danificada.


Aleppo. Engenheiros do cicv e do crescente vermelho árabe sírio inspecionam uma das estações de abastecimento da cidade./CC BY-NC-ND/cicv/P. Krzysiek

Em toda a Síria, o CICV e o Crescente Vermelho Árabe Sírio vêm fazendo todo o possível para apoiar a manutenção das redes de abastecimento em colaboração com as companhias de água nos dois lados da linha de frente. O CICV e o Crescente Vermelho criaram em Aleppo um sistema de contingência com poços nos dois lados que ajuda na distribuição. Entre janeiro e junho de 2015, 16 milhões de pessoas no país inteiro se beneficiaram dos projetos hidráulicos realiazado pelas duas organizações.

Mais informações:

Pawel Krzysiek, CICV Damasco, tel: +963 11 331 0482 ext.122 ou +963 930 336 718 ou Email: pkrzysiek@icrc.org or Twitter: @PKrzysiekICRC
Dibeh Fakhr, CICV Genebra, tel: +41 22 730 37 23 ou +41 79 447 37 26