Síria: mais de 450 pessoas, incluindo feridos, são evacuadas de cidades sitiadas e de difícil acesso

28 dezembro 2015
Síria: mais de 450 pessoas, incluindo feridos, são evacuadas de cidades sitiadas e de difícil acesso
A caminho da fronteira libanesa. CC BY-NC-ND / ICRC / A. Alkhatib

Comunicado de imprensa conjunto. A Organização das Nações Unidas na Síria, o Crescente Vermelho Árabe Sírio e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha na evacuação de pessoas feridas e dos seus parentes nas províncias sírias de Idleb e Rif Damasco.

(Damasco, 28 de dezembro de 2015) A Organização das Nações Unidas (ONU) na Síria, em parceria com o Crescente Vermelho Árabe Sírio e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) facilitaram com sucesso a evacuação de mais de 450 pessoas, incluindo feridos e os parentes que as acompanhavam, depois de um Acordo local relativo às cidades sírias de Foua, Kafraya em Idleb e Zabadani e Madaya em Rif Damasco.

Embora a ONU, o CICV e o Crescente Vermelho Árabe Sírio e todos os parceiros humanitários não sejam parte do Acordo, os atores humanitários estão dispostos a ver as disposições deste implementadas já que as pessoas nessas cidades vivem em uma situação difícil e os feridos precisam com urgência de atendimento médico.

Na cidade de Zabadani.CC BY-NC-ND / ICRC / A. Alkhatib

Mais cedo, a ONU na Síria, o Crescente Vermelho e o CICV realizaram tarefas coordenadas, que levaram à evacuação de 338 pessoas das cidades de Foua e Kafraya, e outras 126 das cidades Zabadani e Madaya. Elas são simultaneamente evacuadas por vias terrestres e áreas pela Turquia ou pelo Líbano para os destinos finais acordados, onde as pessoas que precisam de atendimento médico prolongados poderão recebê-lo.

Por meio dessa facilitação da ONU, do Crescente Vermelho Árabe Sírio e do CICV na Síria e em estreita coordenação com o CICV no Líbano, a Cruz Vermelha Libanesa, a ONU na Turquia e no Líbano e a Fundação para os Direitos Humanos, Liberdade e Ajuda Humanitária (IHH), uma ONG turca, os feridos foram retirados da síria e levados para o Líbano onde exames médicos mais detalhados foram realizados e atendimento urgente foi prestado.

"A comunidade humanitária na Síria está interessada em ver a rápida implementação das próximas", afirmou Yacoub El-Hillo, Coordenador Residente e Humanitário da ONU na Síria. "Estamos prontos para continuar prestando ajuda e assistência humanitária a milhões de pessoas onde quer que estejam na Síria enquanto suportam o impacto desta crise", acrescentou El-Hillo.

"A ação humanitária de hoje demonstra que até mesmo em meio a conflitos violentos, é possível chegar a um acordo, para o único propósito de aliviar o sofrimento humano", declarou Marianne Gasser, chefe da delegação do CICV na Síria. "As partes envolvidas nos confrontos devem permitir o acesso dos atores humanitários a todas as pessoas que foram afetadas por anos de enfrentamentos, sobretudo as que estão em cidades sitiadas ou de difícil acesso", acrescentou.

Dr Abdul Rahman Attar, presidente do Crescente Vermelho Árabe Sírio afirmou: "O acesso ao atendimento médico é um direito que toda pessoa ferida tem independente do lado ao qual pertence. As equipes de voluntários do Crescente Vermelho, socorristas e ambulâncias estão estreitamente envolvidas em várias etapas desta operação na Síria".

Por sua vez, o Enviado Especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, afirmou que a meta clara da ONU é chegar, assim que possível, a um cessar-fogo nacional. "Enquanto isso, iniciativas como esta levam alívio a comunidades sitiadas e isoladas e são de grande valor", afirmou de Mistura. "Ajudam na percepção de que um cessar-fogo intermediado por membros do Grupo de Apoio Internacional da Síria é factível e a ONU pode e fará a sua parte".

Em toda a Síria, cerca de 4,5 milhões de pessoas vivem em áreas onde é difícil chegar e o acesso à assistência básica vital e à proteção é difícil. Quase 400 mil delas vivem em áreas sitiadas com pouco ou nenhum acesso a mantimentos básicos ou assistência. A ONU, o CICV, o Crescente Vermelho Árabe Sírio e todos os parceiros humanitários continuam instando todas as partes em conflito a encontrarem uma solução política e garantirem o acesso humanitário desimpedido e constante.

Mais informações:

CICV:

Daniel Cavoli, CICV Damasco, tel +963 993 700 849
Tarek Wheibi, CICV Líbano, tel +961 701 539 28
Soaade Messoudi, CICV Líbano, tel +961 71 802 876
Sitara Jabeen, CICV Genebra, tel +41 79 536 92 31

Organização das Nações Unidas:

Jessy Chahine, porta-voz da Organização das Nações Unidas, Escritório do Enviado Especial para a Síria, tel +41 (0) 22 917 18 83 ou +41 (0) 76 691 02 96
Dr. Khaled Al Masri, Analista de Mídia e Comunicação da ONU, tel +963 11 6129811, +963 991206555

Crescente Vermelho Árabe Sírio:
Tammam Muhrez, Chefe de Operações no Crescente Vermelho Árabe Sírio, tel +963 953 666635, e-mail: communication@sarc.sy

Receba o boletim do CICV