Somália: 60 mil pessoas afetadas pela seca recebem alimentos

15 abril 2016
Somália: 60 mil pessoas afetadas pela seca recebem alimentos
Somalia. Uma mulher em um ponto de distribuição região de Sool, afetada pela seca, recebe alimentos do CICV. CC BY-NC-ND / CICV / Ahmed Abdulkadir Said

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e o Crescente Vermelho da Somália começaram a distribuir arroz, grãos e cereais para aproximadamente 60 mil pessoas afetadas pela seca no norte da Somália.

Um índice pluviométrico abaixo da média na estação das chuvas agravou a situação, causando uma queda nos preços dos animais. Isso provocou uma redução na renda familiar nas áreas afetadas pela seca.

"A seca e a escassez de comida tornaram a situação ainda mais difícil para as pessoas que já vivem em uma região de conflito", explicou o chefe da delegação do CICV na Somália, Jordi Raich Curco. "Infelizmente, isso não é uma novidade nem único; o país vem sofrendo com estiagens recorrentes e inundações nos últimos anos. Esperamos que a nossa ajuda possa ser útil para algumas das comunidades afetadas atravessarem o período da seca."

Espera-se que os suprimentos de arroz, grãos, cereais e óleo vegetal que foram distribuídos ao redor de Bari, Nugaal, Sool e Sanag durem um mês, justo até o período em que se prevê a chegada das chuvas, entre abril e junho.

A Somália tem períodos de estiagem todos os anos, quando os cursos de água se secam e os poços são a única fonte disponível. Os moradores, muitas vezes, têm de pagar para utilizá-los, gastando os recursos limitados das famílias.

"A seca, este ano, foi muito forte", afirmou o chefe dos projetos hídricos do CICV na Somália, Fernando Resta. "A água dos poços está muito mais cara do que o normal. A nossa distribuição de alimentos significa que as famílias terão que gastar menos dinheiro para comprar água".

Desde 2014, o CICV construiu 11 poços de perfuração, 10 poços artesanais e 20 pontos de captação de água da chuva nas regiões afetadas pela seca. Em 2015, 7,8 mil pessoas receberam um total de 23 mil sementes de tamareiras para apoiar a produção agrícola.

Mais informações:
Pedram Yazdi, CICV Nairobi, tel: +254 700 888 131
Aurélie Lachant, CICV Genebra, tel: +41 22 730 22 71 ou +41 79 217 32 17