Senegal

A delegação do CICV em Dacar ajuda vítimas da violência em Casamance e Guiné-Bissau e visita detidos, em conformidade com o mandato da organização. Também apoia as Sociedades Nacionais, promove o Direito Internacional Humanitário (DIH) entre as forças armadas e outros portadores de armas, além de incentivar a sua implementação.

Notícias
Em números

2016

  • 2.460
    pessoas que retornaram às suas aldeias em Casamance receberam os materiais necessários para reconstruir 262 casas.
  • 750
    pessoas detidas receberam visitas do CICV em cinco centros de detenção em Casamance (em Ziguinchor, Bignona, Kolda, Sédhiou e Oussouye).
  • 1.600
    pessoas tiveram acesso a um melhor abastecimento de água depois que o CICV construiu ou consertou 15 poços nos povoados.
  • 33.000
    vacas, ovelhas e cabras, pertencentes a 3,6 mil famílias, foram vacinadas contra importantes doenças por 6 veterinários apoiados pelo CICV.
  • 200
    famílias (isto é, 1.880 pessoas) que retornaram às suas aldeias receberam 13 mil quilos de milho, amendoim, feijão e semente de arroz para cultivar decentemente e aumentar a produção agrícola.
  • 55
    famílias deslocadas pelo conflito e vivendo atualmente em Ziguinchor receberam ajuda financeira e capacitação para abrir empresas e ganhar a vida.