Ucrânia: CICV intensifica ajuda em meio a um frágil cessar-fogo

19 setembro 2014
Ucrânia: CICV intensifica ajuda em meio a um frágil cessar-fogo
Kharkiv, Ucrânia, 13 de agosto de 2014. Junto com a Cruz Vermelha Ucranianay, o CICV distribui vales para pessoas deslocadas que podem ser usados para comprar alimentos. © CICV/Teun Voeten [v-p-ua-e-00093]

O cessar-fogo do dia 5 de setembro trouxe um pouco de alívio às pessoas afetadas pelo conflito no leste da Ucrânia. Entre as esperanças de que este levará a uma interrupção permanente das hostilidades, o CICV está ajudando as pessoas a enfrentarem as consequências do confronto.

Situação

Hoje, o CICV entregou 60 toneladas de alimentos a Lugansk, para complementar o envio realizado pela Rússia e por outros países durante as últimas semanas e que foram entregues por autoridades locais a pessoas necessitadas.

"Com o inverno que se aproxima, o CICV está trabalhando em conjunto com as autoridades locais no leste da Ucrânia para atender as necessidades mais urgentes", informou o chefe da delegação do CICV na Ucrânia, Michel Masson. Durante as próximas semanas, o CICV distribuirá materiais básicos de construção em Lugansk para consertos rápidos em telhados e janelas de 500 residências e atualmente está comprando vidros, cimento e material para reforma de telhados para consertar as casas de cerca de 31 mil pessoas na área de Slavyansk.

Na Ucrânia, foram registradas 250 mil pessoas deslocadas, a maioria delas procedente das regiões de Lugansk e Donetsk. Muitas outras fugiram para a Rússia. Algumas pessoas já estão retornando e encontrando-se com a infraestrutura pública danificada ou destruída e com os serviços básicos, como a assistência à saúde e a educação, interrompidos.

Com o inverno que se aproxima, o CICV está trabalhando em conjunto com as autoridades locais no leste da Ucrânia para atender as necessidades mais urgentes

Ao mesmo tempo, a situação na região de Donetsk causa preocupação, já que o ambiente se tornou mais volátil nos últimos dias, com confrontos esporádicos que fazem vítimas entre os civis.

Os esforços humanitários do CICV se concentram nas áreas em que a organização tem maior conhecimento, como por exemplo a assistência a hospitais, a ajuda às autoridades na gestão de cadáveres de forma digna e as visitas às pessoas privadas de liberdade como consequência do conflito.

"Continuamos em contato com as autoridades ucranianas e russas no que diz respeito às suas iniciativas humanitárias", disse o chefe de operações do CICV na Europa e Ásia Central, Laurent Corbaz. "Até agora, a Ucrânia e a Rússia não chegaram a um acordo definitivo sobre os termos e as condições de uma operação de ajuda transnacional. Diante da ausência deste tipo de acordo, não podemos facilitar a passagem de comboios da Rússia. Entretanto, continuamos facilitando a distribuição de ajuda pelas autoridades locais e oferecendo assessoria em relação a este assunto".

O fornecimento de energia elétrica e o serviço de telefonia celular foram restabelecidos em algumas partes de Lugansk e já há lugares onde as pessoas podem ir para telefonar para os seus familiares. Ao mesmo tempo, o CICV continua recolhendo mensagens "Estou vivo" de pessoas que ainda não conseguiram restabelecer contato com as suas famílias.

Resumo das atividades recentes do CICV:

Alimentos

em Lugansk, no dia 19 de setembro, o CICV entregou 60 toneladas de alimentos procedentes de Severodonetsk.
desde o início de setembro, o CICV trabalha em conjunto com a Cruz Vermelha Ucraniana para ajudar a mais de 50 mil pessoas deslocadas no leste da Ucrânia a obterem alimentos; seja distribuindo alimentos na parte norte da região de Lugansk ou entregando vales para compras em supermercados às pessoas em situação de maior vulnerabilidade nas áreas de Kharkiv e Mariupol.
atualmente, o CICV está enviando 40 mil cestas alimentares às famílias nas áreas afetadas pelo conflito no leste da Ucrânia. Cada cesta contém 60 quilos de gêneros alimentícios básicos.

Saúde

Lugansk

  • o CICV deverá levar em breve materiais médicos ao Hospital Regional de Lugansk. Esta nova entrega acontece após o envio de material médico para tratamento de 300 vítimas realizado nesta semana.
  • um cirurgião do CICV acaba de dar um seminário de dois dias sobre cirurgia de guerra no Hospital de Lugansk, que contou com a presença de 40 cirurgiões e ortopedistas.
  • o CICV está distribuindo material forense para o necrotério e outros estabelecimentos a fim de contribuir com a gestão de cadáveres de forma digna.

Donetsk

  • equipes do CICV visitaram hospitais na cidade e arredores, entregando materiais médicos, como compressas, material para suturas e fluidos intravenosos suficientes que permitirão a realização de 300 operações.
  • o CICV entregou material forense para o necrotério regional, o instituto forense e hospitais.

Abrigo

  • nas próximas semanas, o CICV distribuirá materiais básicos de construção em Lugansk, que facilitarão consertos rápidos em telhados e janelas de 500 residências. Também oferecerá materiais e o seu conhecimento especializado para ajudar a consertar a rede de água da cidade.
  • como parte de um esforço mais amplo para ajudar as áreas afetadas por conflitos a lidar com o frio do inverno que já se aproxima, o CICV está atualmente comprando vidros, cimento e materiais para a reforma de telhados que serão usados para consertar as casas de cerca de 31 mil pessoas na área de Slavyansk.
  • o CICV está preparando os materiais para realizar os consertos em telhados e janelas dos hospitais em Donetsk e Lisichansk.

Outros tipos de ajuda

  • o CICV distribuiu colchões, cobertores, artigos de higiene e cadeiras de roda a mais de 800 pessoas em Odessa.
  • ofereceu créditos para telefonemas a cerca de 30 pessoas deslocadas, para que pudessem entrar em contato com as suas famílias.
  • o CICV está preparando kit de higiene para 30 mil famílias e 30 mil conjuntos de utensílios domésticos de primeira necessidade para famílias cujas casas foram destruídas ou que vivem em áreas sem abastecimento normal de água e eletricidade.

Bem-estar de detidos

  • durante a semana de 15 de setembro de 2014, o CICV pôde visitar pessoas detidas em consequência do conflito e de outros tipos de violência em Zaporizhia, Odessa e Kiev, com o propósito de monitorar o tratamento que elas vêm recebendo e as condições em que estão sendo mantidas em detenção.
  • o CICV em etapa de discussão sobre as visitas a pessoas detidas em Donetsk e Lugansk.
  • o CICV está pronto para agir como intermediário neutro para a liberação simultânea de prisioneiros.

Restabelecimento de laços familiares

Desde o início de setembro, o CICV coletou mais de 80 mensagens "Estou vivo" de pessoas em Lugansk, para serem entregues a familiares dentro e fora da Ucrânia.

Munições não detonadas

o CICV está preparando materiais para uma campanha de conscientização nas regiões de Donetsk e Lugansk sobre os perigos de munições não detonadas.
um especialista do CICV assessora as autoridades sobre a demarcação e a limpeza de áreas com munições não detonadas.
Condução de hostilidades

O CICV mantém contato com todas as partes do conflito sobre a questão da condução de hostilidades. Sobretudo, a organização faz um apelo para que elas se abstenham de atacar os civis ou os bens civis.

Mais informações:
Alina Murzaeva, CICV Kiev, tel: +380 675 094 179
Anastasia Isyuk, CICV Genebra, tel: +41 22 730 30 23 ou +41 79 251 93 02
Galina Balzamova, CICV Moscou, tel: +7 495 626 5426 ou +7 903 545 3534