O CICV na Armênia

29-10-2010 Panorama

Na Armênia, o CICV se concentra na questão das pessoas desaparecidas, das vulneráveis e das detidas em conexão com assuntos de conflito ou segurança. A organização fornece ajuda para problemas relacionados à saúde, em particular, com o controle da tuberculose nos centros de detenção, e monitora a situação das comunidades afetadas pelo conflito de Nagorny Karabakh, que não foi solucionado.

O CICV tem trabalhado na Armênia desde 1992 em relação ao conflito armado não solucionado de Nagorno-Karabakh. A organização vigia a situação de civis através de visitas às áreas afetadas ao longo da fronteira com o Azerbaidjão e, quando necessário, discute suas preocupações com autoridades.

A organização se concentra na questão das pessoas desaparecidas e nos problemas de pessoas detidas em relação ao conflito, assim como outros detidos em situação vulnerável. As famílias de pessoas desaparecidas recebem apoio psicológico e vocacional.

A delegação oferece ajuda a autoridades em suas iniciativas para deter a disseminação da tuberculose em prisões, e em Nagorno-Karabakh ela colabora em serviços de assistência médica básica.

Os delegados do CICV mantêm reuniões regulares com as autoridades a fim de discutir a adesão e a ratificação dos tratados do Direito Internacional Humanitário (DIH). A organização encoraja a integração do DIH ao treinamento das forças armadas e de profissionais de segurança e coopera com as autoridades na área educativa para que incorporem a matéria nos currículos universitários e escolares.

A colaboração entre a Cruz Vermelha Armênia e o CICV inclui a criação de competências para que a Sociedade Nacional possa rastrear pessoas desaparecidas, restabelecer laços familiares, divulgar o DIH e treinar profissionais em atendimento de primeiros socorros.

Foto

Yerevan, Armênia. Mães mostram fotos de seus filhos desaparecidos. 

Yerevan, Armênia. Mães mostram fotos de seus filhos desaparecidos.
© CICV / B. Heger / am-e-00080

Seções relacionadas