Normas da guerra (em poucas palavras)

22 agosto 2014

As pessoas sempre recorreram à violência para resolver controvérsias. E todas as culturas sempre mantiveram a noção de que a violência deve ter limites se quisermos impedir que as guerras se transformem em barbáries. Há normas, por exemplo, que protegem as pessoas que não participam da guerra, os prisioneiros e os feridos. Essas normas estão estabelecidas no Direito Internacional Humanitário (DIH). Sim, mesmo as guerras têm limites. Por isso, atacar os civis constitui um crime de guerra. Hoje, quando celebramos o aniversário de 150 anos da Convenção de Genebra original, o CICV faz um apelo a todas as partes em conflito para que preservem o significado de humanidade ao cumprirem com o DIH. Você pode ajudar compartilhando este vídeo, que explica a essência do DIH.

Receba o boletim do CICV