CICV renova operações em Juba, Sudão do Sul

12 julho 2016

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) continua extremamente apreensivo com a situação humanitária após diversos dias de enfrentamentos armados em Juba, Sudão do Sul.

Estamos particularmente preocupados com a população civil e as pessoas feridas no conflito.

Na manhã da segunda-feira, as equipes da Cruz Vermelha do Sudão do Sul conseguiram entrar em algumas poucas áreas no centro de Juba, seguidas pelas equipes do CICV na tarde desse mesmo dia. As equipes do CICV só tiveram acesso a sete lugares em uma pequena parte da cidade para poder avaliar a situação humanitária.

Como medida imediata de socorro, foi possível artigos para assistência urgente para as pessoas que foram deslocadas ou feridas nos últimos confrontos, a saber:

Pessoas deslocadas
Assistência alimentar (como sorgo, feijão, açúcar, sal e uma mistura de milho e soja) para cobrir as necessidades de três a seis dias foram entregues a:
- Cerca de cem pacientes, famílias e funcionários, assim como civis (na maioria mulheres e crianças) que se refugiaram no centro ortopédico de referência para reabilitação física que recebe apoio do CICV;
- Mais de cem pessoas, na maioria mulheres e crianças, deslocadas no complexo da Cruz Vermelha do Sudão do Sul;
- Aproximadamente três mil pessoas deslocadas na Paróquia de São José;
- 500 pessoas acolhidas pelo complexo da Catedral Anglicana.

Feridos e mortos
- Forneceu material médico e medicamentos vitais para o Hospital de Treinamento de Juba e o Hospital Militar que atendem os feridos;
- Começou a gestão de restos mortais em cooperação com a Cruz Vermelha do Sudão do Sul.

Prioridades
Em coordenação com a Cruz Vermelha do Sudão do Sul, o CICV continuará ampliando as suas operações de ajuda, se a situação de segurança permitir. Isso incluirará priorizar as necessidades dos feridos, dos doentes e dos deslocados, assim como a gestão de restos mortais. Estamos trabalhando na nossa estação de tratamento no Nilo para que esteja operando o quanto antes, de modo a fornecer água potável para a população afetada.

Ao mesmo tempo em que a segurança continua sendo uma prioridade para a nossa equipe, nos comprometemos a responder as necessidades humanitárias das pessoas afetadas pelo último confronto em Juba.

Atualmente, as nossas operações continuam no restante do país. Em Wau, por exemplo, além de alimento, abrigo e assistência à saúde para as pessoas deslocadas na cidade e na zona rural após a deflagração do confronto duas semanas atrás, facilitamos mais de mil telefonemas para que as pessoas possa restabelecer contato com os seus entes queridos. Também continuamos apoiando hospitais de Maiwut e Kodok.

Mais informações:

Andrea Catta Preta, CICV Juba, tel +211 912 122 554, acattapreta@icrc.org
Alyona Synenko, CICV Juba, tel +211 912 360 038, asynenko@icrc.org
Elodie Schindler, CICV Genebra, tel: +41 22 730 21 86 ou +41 79 217 32 17, eschindler@icrc.org

Receba o boletim do CICV