Conflito em Nagorno-Karabakh: CICV facilita transferência de combatentes mortos em ação

Genebra (CICV) - O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) facilitou a entrega de corpos de combatentes mortos em ação durante a recente escalada do conflito em Nagorno-Karabakh.
Comunicado de imprensa 29 outubro 2020 Armenia Azerbaijan

A operação de hoje foi realizada após um acordo entre as partes. Os restos mortais foram transferidos através da fronteira internacional do Azerbaijão para a Armênia. O CICV participou da operação humanitária na condição de intermediário neutro.

O acordo também incluiu a transferência de dois civis detidos em conexão com o conflito. Com a assistência do CICV, uma mulher idosa foi transferida ontem do Azerbaijão para a Armênia através da Geórgia. Um segundo civil, um homem idoso, não foi considerado apto a viajar neste momento.

"Mesmo nos conflitos mais mortais, o CICV, com sua longa história como intermediário neutro, vê como objetivos humanitários compartilhados podem ajudar as partes a encontrar pontos em comum, seja por meio de troca ou retorno de prisioneiros, evacuação de feridos, atividades humanitárias nas linhas de frente ou entrega respeitosa de pessoas falecidas", afirmou em Genebra Martin Schüepp, diretor regional do CICV para a Eurásia.

"O enterro de um marido, pai ou filho é essencial para ajudar a família a ter um desfecho."

A entrega dos corpos foi realizada em coordenação com os copresidentes do Grupo de Minsk e o representante pessoal do presidente em exercício da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE).

Segundo o Direito Internacional Humanitário (DIH), as partes em conflito devem se empenhar em facilitar o retorno dos restos mortais das pessoas falecidas a pedido da parte à qual pertençam ou dos familiares.

A participação do CICV nessa operação incluiu a assistência aos preparativos logísticos, assim como o apoio às partes na realização dos procedimentos de forma segura e de acordo com os princípios humanitários.

Schüepp afirmou: "Operações como essa são extremamente importantes para as famílias envolvidas. Sem receber os corpos de seus entes queridos, elas vivem com a dor da perda agravada pela dor da incerteza. Não saber a sorte e o paradeiro de um familiar pode ser agonizante.

Através dessa operação, esperamos que as famílias possam ter um desfecho. Podem dizer adeus aos seus entes queridos oferecendo-lhes um enterro digno conforme suas tradições.

O CICV está pronto para participar de operações semelhantes, se as partes concordarem que elas devam ocorrer.

Desde que começou a trabalhar em relação ao conflito de Nagorno-Karabakh, em 1992, o CICV tem ajudado repetidamente as autoridades com tais operações. Apoiaremos qualquer operação similar no futuro, caso haja necessidade, e continuaremos incentivando qualquer iniciativa relacionada com as pessoas desaparecidas.

Mais informações:
Zara Amatuni, delegação do CICV em Yerevan, tel: +374 99 011 360
Ilaha Huseynova, delegação do CICV em Baku, tel: +994 50 316 00 24
Eteri Musayelyan, missão do CICV em Nagorno-Karabakh, tel: +374 97 29 80 85
Sam Smith, CICV Londres, tel: +44 7809 374593