Iraque: CICV intensifica resposta humanitária nos arredores de Mossul

23 fevereiro 2017
Iraque: CICV intensifica resposta humanitária nos arredores de Mossul

Bagdá (CICV) – Em meio ao agravamento dos combates na cidade de Mossul, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) intensifica a sua presença no terreno para responder com rapidez às novas necessidades humanitárias. Mais duas equipes cirúrgicas serão posicionadas nos hospitais que recebem os feridos das linhas de frente. Os estoques de alimentos e outros itens básicos estão prontos para serem distribuídos aos deslocados pela violência.

"As pessoas começaram a fugir da zona oeste de Mossul, e prevemos que muitas chegarão em más condições. Como as rotas de abastecimento foram cortadas nessa região da cidade, elas enfrentam escassez de comida, água, combustível e medicamentos. Só podemos imaginar a situação em que se encontram", afirmou o coordenador do CICV no terreno em Erbil, Dany Merhy. A zona oeste de Mossul é densamente povoada. Por isso, a organização está extremamente preocupada com a segurança e o bem-estar das centenas de milhares de pessoas que decidiram ficar ou não podem sair.

O CICV envia mais equipes de saúde – cirurgiões, enfermeiros de emergência e anestesistas – aos hospitais que recebem os feridos das linhas de frente, garantindo que os estabelecimentos de saúde possam lidar com as crescentes demandas por atendimento de emergência. A iniciativa tem o apoio das Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha da Finlândia, Noruega e Alemanha. Uma equipe de cirurgiões do CICV trabalha desde outubro de 2016 no hospital de Sheikhan, perto de Mossul.

"Todas as partes devem fazer o possível para proteger os civis que permanecem em Mossul, assim como garantir a passagem segura dos que abandonam a cidade", disse a chefe da delegação do CICV no Iraque, Katharina Ritz. "Devem também fazer o máximo para minimizar os danos às casas da população e à infraestrutura essencial para a sua sobrevivência. Além disso, devem evitar o uso de armas explosivas em zonas povoadas devido à ampla destruição que provocam."

Desde o início da ofensiva em Mossul, o CICV distribuiu alimentos, água potável e artigos de primeira necessidade a mais de 130 mil pessoas. Montou salas de cirurgias e entregou kits para o tratamento de feridos de guerra, além de outros materiais médicos a estabelecimentos de saúde, ajudando na assistência de mais de 280 mil pacientes. A organização também auxiliou no treinamento de equipes de emergência.

Mais informações:

Sara Alzawqari (inglês/árabe), CICV Bagdá, tel: +964 790 191 69 27
Iolanda Jaquemet, CICV Genebra, + 41 79 447 37 26