Iraque: "Fallujah não deve ser uma nova Ramadi"

23 maio 2016

Todos os lados devem fazer todo o possível para proteger e poupar os civis de Fallujah.

"Não se pode permitir que Fallujah se torne uma nova Ramadi", afirmou a chefe da delegação do CICV no Iraque, Katharina Ritz, referindo-se à cidade próxima que ficou seriamente danificada e com resíduos explosivos de guerras espalhados pela cidade, depois dos fortes combates no início do ano. A remoção das armas explosivas de Ramadi e a reconstrução das casas e redes elétricas e de água podem levar meses, até anos.

"Devem-se poupar os civis e permitir que eles deixem Fallujah em segurança, enquanto que as casas e demais infraestrutura civil não devem ser atacadas", acrescentou. "A população de Fallujah já sofreu enormemente por causa dos combates incessantes na área. As organizações humanitárias devem obter o acesso para chegar até as pessoas e prestar assistência".

O CICV tenta conseguir o acesso a Fallujah há meses, mas até agora não obteve as garantias de segurança e o compromisso necessário de todas as partes. A organização continua a postos para prestar assistência humanitária às comunidades afetadas pela violência.

Mais informações:
Ralph El Hage, CICV Bagdá +964 7901 916 927
Krista Armstrong, CICV Genebra +41 79 447 37 26

 

Receba o boletim do CICV