Restabelecimento de laços familiares para refugiados na Tanzânia

27 julho 2017
Restabelecimento de laços familiares para refugiados na Tanzânia
Uma mãe se reencontra com o filho de sete anos na Tanzânia depois de terem sido separados pelo conflito. CC BY-NC-ND / CICV / Mike Mina

Em 2016, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) continuou assistindo os refugiados do Burundi e da República Democrática do Congo que viviam no oeste da Tanzânia a restabelecerem contato com as suas famílias.

As nossas equipes treinaram as autoridades no cumprimento do Direito Internacional Humanitário (DIH) e do Direito Internacional dos Direitos Humanos (DIDH). Também apoiamos a Cruz Vermelha da Tanzânia com treinamentos para aumentar a sua capacidade de responder emergências.

Destaque do nosso trabalho na Tanzânia em 2016:

119,5 mil telefonemas foram feitos pelos refugiados que tentavam entrar em contato com as suas famílias;
18,2 mil Mensagens Cruz Vermelha foram enviadas e outras 16,6 mil foram recebidas pelas famílias separadas que fugiram para o Burundi e da República Democrática do Congo para a Tanzânia;
300 pessoas detidas receberam visitas regulares nos presídios de Unguja e Pemba e as condições de vida delas foram avaliadas;
76 alunos de diversas universidades participaram de diferentes competições de DIH, tanto no nível nacional como no continental, que incluíam ensaios;
62 livros e publicações foram doados pelo CICV à Universidade Tumaini, em Dar es Salaam.

Receba o boletim do CICV