Síria: trabalhadores e propriedades de ajuda humanitária devem ser respeitados e protegidos

15 março 2020

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) expressa a sua profunda preocupação com a intrusão de homens armados acontecida no escritório da filial do Crescente Vermelho Árabe Sírio (CVAS) em Idlib e da subfilial em Ariha, em 14 de março, no decurso da qual funcionários e voluntários do CVAS foram detidos temporariamente, as propriedades foram danificadas e a ajuda humanitária foi levada.

O CICV salienta que o pessoal de ajuda humanitária e os objetos para a ajuda humanitária devem ser respeitados e protegidos, e destaca a sua especial preocupação com a segurança da equipe e dos voluntários do Crescente Vermelho Árabe Sírio em Idlib.

Neste momento crítico de extrema necessidade de assistência humanitária em Idlib, não deve ser executada nenhuma ação que possa enfraquecer a capacidade do Movimento da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho de responder às necessidades críticas de Idlib.

O CICV lembra a importância do respeito pelo Direito Internacional Humanitário e a exigência de todas as partes envolvidas no conflito de permitir e facilitar a passagem rápida e sem restrições da ajuda humanitária para os civis necessitados.

O CICV reitera a sua disposição para aumentar a resposta humanitária, em colaboração com o Crescente Vermelho Árabe Sírio e outros parceiros do Movimento, para ajudar as pessoas afetadas pela crise em andamento no noroeste da Síria.